Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15837
Título: Do gesto á voz : um estudo de caso sobre a inclusão de estudantes surdos do ensino secundário recorrente noturno
Autor: Jesus, Joaquim Melro de
Orientador: César, Margarida, 1958-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Em Portugal, a educação inclusiva (EI) tem vindo a configurar e a ser configurada, por documentos de política educativa (ME, 2008) que sublinham a necessidade do acesso a uma educação de qualidade (César & Ainscow, 2006), contribuindo para a emergência de cenários educativos e sociais mais equitativos, justos e inclusivos. Estes princípios assumem particular importância para os estudantes adultos surdos, que precocemente abandonaram a Escola e a ela regressaram para (re)construir projetos académicos e profissionais. São disso exemplo os que frequentam o ensino secundário recorrente noturno. Contudo, passar dos princípios às práticas revela-se complexo. Participantes de uma cultura e falantes de uma língua (Língua Gestual Portuguesa - LGP) minoritárias, muitos dos estudantes adultos surdos continuam a experienciar barreiras no acesso ao sucesso escolar e social (Melro & César, 2009a, 2012, 2013). Focamo-nos nos processos de inclusão destes estudantes (N=11) no ensino secundário recorrente noturno, numa escola pública de Lisboa. Assumimos uma abordagem interpretativa (Denzin, 2000) e um design de estudo de caso intrínseco (Stake, 1995/2005). Os participantes são esses estudantes, os pares ouvintes (N=6), os professores e outros agentes educativos (N=44) e o investigador. Os instrumentos de recolha de dados contemplam questionários, tarefas de inspiração projetiva, entrevistas, observação participante, recolha documental e conversas informais. Recorremos a uma análise de conteúdo narrativa (Clandinin & Connelly, 1998), da qual emergiram categorias indutivas de análise. Os resultados iluminam: (1) algumas formas de discriminação negativa e barreiras presentes nas trajetórias de participação ao longo da vida (TPLV) dos surdos; (2) as diferenças e semelhanças entre estas TPLV e as dos estudantes ouvintes; e (3) a necessidade de a Escola se afirmar como espaço/tempo de inclusividade e interculturalidade, desenvolvendo processos organizativos, supervisivos e pedagógicos valorizadores da diversidade sociocultural dos estudantes adultos surdos, assumindo a inclusão como elemento-chave do seu empowerment.
Inclusive education (IE) is a main topic in Portuguese policy documents (ME, 2008). According to it, all students should experience equity in their access to a quality education (César & Ainscow, 2006). These principles are particularly important for adult Deaf students who are attending the evening classes at mainstream schools in order to get a second chance education. After an early school dropout, their return to school is seen as an opportunity to have a better educational and professional future. However, putting principles into practice is a complex process. As they participate in minority culture and use a different language (Portuguese Sign Language - PSL), some adult Deaf students continue experiencing barriers to their access to school and social achievement (Melro & César, 2009a, 2012, 2013). We focus on the inclusion processes of adult Deaf students (N=11) who were getting a second chance education at a public mainstream secondary school in Lisbon. We assume an interpretative approach (Denzin, 2000) and developed an intrinsic case study (Stake, 1995/2005). The participants were the aforementioned students, their hearing classmates (N=6), their teachers, other significant educational agents (N=44), and the researcher, who acted as participant observer. Data collecting instruments included questionnaires, tasks inspired by projective techniques, interviews, observation, documents and informal conversations. Data were treated through a narrative content analysis (Clandinin & Connelly, 1998), from which inductive categories emerged. The empirical evidences illuminate that: (1) some forms of negative discrimination and barriers in the Deaf life trajectories of participation (LTP); (2) the differences and similarities between these LTP and those of these hearing students; and (3) the need for the school to assert itself as an inclusive and intercultural space/time, developing organizational, supervising and pedagogical processes that value the sociocultural diversity of Deaf adult students and treating inclusion as a key element of their empowerment.
Descrição: Tese de doutoramento, Educação (Supervisão e Orientação da Prática Profissional), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/15837
Designação: Doutoramento em Educação
Aparece nas colecções:IE - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd069752_td_vol_1.pdfVol19,9 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd069752_td_vol_2_anexos.pdfVol24,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.