Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15961
Título: A construção do espaço no desenho
Autor: Meireles, António José, 1973-
Orientador: Pedro, António, 1953-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Desenho
Espaço
Construção
Contextualização
Processos cognitivos
Data de Defesa: 2015
Resumo: O desenho é espaço. Construindo-o, modelando-o e alterando-o, o desenho tem conseguido ao longo de milénios de contínuo desenvolvimento, ser uma expressão tão rica quanto variada nas suas múltiplas materializações. Neste sentido, o espaço é condição do desenho pelos meios, suportes e técnicas que envolve, constituindo-se igualmente como seu objeto e em muitas produções como objetivo, através de uma exploração dedicada. Esta investigação tem por objetivo caraterizar instâncias diferentes de espaço no processo de construção do desenho artístico, tomando como referência o período compreendido entre o último quartel do século XX e a atualidade, com base num quadro fenomenológico de aquisição de dados e da sua operacionalização. Propondo um percurso similar à realização de um desenho, partindo do que o enforma, passando pelo que o regula e terminando na ação que o materializa, incorporando aspetos de um desenvolvimento futuro, a investigação incide sobre as estruturas concetuais do espaço no desenho, as regras compreendidas na sua utilização e a sua operacionalização. É apurado o carácter relacional, cumulativo e sequencial de aspetos diferentes de apreensão, sistematização e construção de espaço, permitindo através do desenho dominar e superar limites materiais da sua perceção e vivência. Trata-se de uma articulação tão complexa quanto eficaz dos elementos referentes à perceção, cognição, memória, criatividade e ação e numa instância secundária, dos elementos relativos ao contexto, que permitem de modo fluido, eficaz e expedito, fazer com que o espaço seja desenho.
Drawing is space. Either by its construction, modelling and alteration, drawing has been able to become an expression as rich as different in its multiple materializations throughout thousands of years of continuous development. In this sense, space is a primal condition of drawing by the media and techniques that it encompasses, being also its object and in many productions its objective, through a dedicated exploration. The purpose of this investigation is to characterize different features of space in the construction process of artistic drawing, taking as reference the last twenty five years of the twentieth century into our days, in the context of a phenomenological frame of data acquisition and its operationalization. Throughout a similar path to the making of a drawing, starting by what structures it, passing by what rules it and finishing in the action that materializes it, incorporating aspects of a future development, the investigation focus the conceptual structures of space, the rules that its use comprehend, and its operationalization. It is pointed the relational, cumulative and sequential characteristics of different aspects of space apprehension, systematization and construction, allowing drawing to dominate and overcome material limits of its perception and living. It is an articulation as complex as it is effective of the elements of perception, cognition, memory, creativity and action, and in a secondary instance, of the elements related to the context, that allow in a fluid, capable and quick manner, to make space, drawing.
Descrição: Tese de doutoramento, Belas-Artes (Desenho), Universidade de Lisboa, Faculdade de Belas-Artes, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/15961
Designação: Doutoramento em Belas-Artes
Aparece nas colecções:FBA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd069810_td_Antonio_Meireles.pdf7,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.