Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15992
Título: A argumentação matemática dos alunos do 11º ano no tema das funções
Autor: Simãozinho, Cláudia Patrícia Neves Henriques, 1986-
Orientador: Henriques, Ana, 1973-
Simão, Maria Isabel Neves Basto, 1950-
Palavras-chave: Funções (Matemática)
Ensino-aprendizagem
Ensino secundário (11º ano)
Relatórios da prática de ensino supervisionada - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Este estudo foi realizado no âmbito do Mestrado em Ensino de Matemática, como relatório da prática de ensino supervisionada, no ano letivo 2013/14, durante a lecionação de um conjunto de quinze aulas de 50 minutos nas subunidades Operações com Funções, Função Inversa e Funções com Radicais, da unidade temática Funções, da disciplina de Matemática A, no 11.º ano de escolaridade. Tem como objetivo analisar a argumentação matemática dos alunos do 11.º ano do Ensino Secundário na resolução de tarefas dirigidas à argumentação, no âmbito de uma unidade de ensino sobre Funções, verificando em particular: quais os processos argumentativos que os alunos privilegiam na resolução de tarefas dirigidas à argumentação e que dificuldades evidenciam na sua utilização; quais os conhecimentos prévios a que os alunos recorrem, ao longo da unidade de ensino; e de que modo o trabalho realizado na unidade de ensino contribuiu para os alunos desenvolverem uma argumentação mais formal. Adotei uma estratégia de ensino-aprendizagem exploratória, com recurso a diversos tipos de tarefas mas com maior ênfase em tarefas dirigidas à argumentação matemática, solicitando justificações, provas ou demonstrações aos alunos. Foi proposto um relatório escrito individual como elemento de avaliação. Os dados foram recolhidos através de observação direta, recolha documental das produções escritas dos alunos, gravação áudio das aulas lecionadas e entrevista semiestruturada a três alunos da turma. A análise dos dados recolhidos permite concluir que os alunos produzem justificações, provas e demonstrações, tendo em conta o que é pedido em cada tarefa e são capazes de compreender local e holisticamente uma demonstração. Os alunos mobilizaram diferentes conhecimentos sobre funções e sobre outros temas matemáticos, na resolução das tarefas, argumentando geométrica e graficamente. Verificou-se uma evolução no formalismo usado pelos alunos na argumentação matemática.
This study was conducted as part of my MSc degree in Mathematics Teacher Education as a supervised teaching practice report, which takes place during the scholar year of 2013/14 in a grade 11 class. The teaching practice consisted in a set of fifteen 50-minute lessons in the subunits Operations with Functions, Inverse Function and Irrational Functions, included in the general mathematics theme of Functions. The study aims to analyse the students’ mathematical argumentation when solving tasks focused on mathematical argumentation, in the context of a teaching unit on Functions. In particular, I intended to analyse: which argumentative processes do students prefer in solving tasks focused on mathematical argumentation and what difficulties do they show in their use; which prior knowledge do students use to solve the tasks proposed during the teaching unit; and how the work carried out during the teaching unit contributed to promote a more formal argumentation. I adopted an exploratory teaching strategy, using a variety of tasks with emphasis on mathematical argumentation, which require students to produce justifications, proofs or demonstrations. I also proposed an individual written report as students’ learning assessment. Data collection included direct observation, the written documents produced by students, audio recording of the classroom discussions and a semi-structured interview to three students. The results of the study show that students produce justifications, proofs and demonstrations, taking into account what is asked in each task and they are able to understand a demonstration both locally and holistically. Students mobilized different knowledge about functions and other mathematics topics in solving the tasks, to argue both geometrically and graphically. Moreover, students develop their use of formalism in mathematical argumentation.
Descrição: Relatório da Prática de Ensino Supervisionada, Mestrado em Ensino de Matemática, Universidade de Lisboa, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15992
Designação: Mestrado em Ensino
Aparece nas colecções:REIT - Mestrados em Ensino

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046927_tm.pdf2,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.