Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/16012
Título: "Entre marido e mulher, a crise mete a colher" : a relação entre pressão económica, conflito e satisfação conjugal
Autor: Ferreira, Sara Inês Assunção
Orientador: Pedro, Marta Maria Figueiredo, 1982-
Palavras-chave: Conjugalidade
Crise económica - Portugal
Stress (Psicologia)
Satisfação conjugal
Conflito conjugal
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Nas últimas duas décadas, tem-se vindo a assistir a um crescente interesse no estudo do impacto das dificuldades económicas na conjugalidade. Considerando a crise económica que Portugal atravessa, e com base no modelo de stress familiar (Conger & Elder, 1994), o presente estudo teve como objectivo investigar o papel mediador do stress emocional (ansiedade, depressão e hostilidade) na relação entre a pressão económica (dificuldade em pagar contas, dificuldade em poupar dinheiro, preocupações financeiras e ajustamentos financeiros) e o conflito e satisfação conjugais. Procurou-se, ainda, alargar a aplicabilidade do modelo de stress familiar, testando-o no contexto português, bem como contribuir para um maior conhecimento do modelo através da utilização de uma abordagem de análise de actor-partner effects, e investigando o papel moderador da prática religiosa masculina e da idade dos filhos do casal. Participaram no estudo 208 casais portugueses, casados ou em união de facto, com filhos de idades compreendidas entre os 12 e os 21. Foi aplicado um questionário de dados sociodemográficos, o Inventário de Sintomas Psicopatológicos (Derogatis, 1993), a Escala de Satisifação Conjugal de Kansas (Schumm et al., 1986) e a O’Leary Porter Scale (O’Leary & Porter, 1980). Os resultados são consistentes com a literatura existente, mostrando uma relação indirecta entre a pressão económica e conflito e satisfação conjugal, mediada através do stress emocional de cada um dos cônjuges. Os resultados indicaram também a existência uma relação directa entre a pressão económica e o conflito conjugal de ambos os elementos do casal, bem como entre a pressão económica e satisfação conjugal dos homens, divergindo do preconizado pelo modelo de stress familiar e sugerindo possíveis influências culturais, Não foram encontrados resultados significativos ao nível dos testes de moderação.
In the last two decades, we have been witnessing a growing interest in the study of the impact of the relationship between the economic crisis and marital relationships. Taking in account the economic crisis Portugal is going through, and base in the familiar stress model (Conger & Elder, 1994), the present study aims to investigate the mediating role of emotional stress (anxiety, depression and hostility) in the relationship between economic strain (can’t make ends meet, financial worries, trouble saving money and economic adjustments) and marital conflict and satisfaction. It was also sought to expand the stress model family’s applicability, testing it in the Portuguese context, using an actor-partner effects analysis to contribute to a better understanding, and, investigating the moderating role of man’s religious practice and the children’s age. This study counted with 208 Portuguese married or cohabitant couples, with children aged between 12 and 21 years old. It was applied a Socio-Demographic Questionnaire, the Brief Symptom Inventory (Derogatis, 1992), the Kansas Marital Satisfaction Scale (Schumm et al., 1986) and the O’Leary Porter Scale (O’Leary & Porter, 1980). The results are consistent with the existent literature, showing and indirect pathway between economic strain and marital conflict and satisfaction, mediated with emotional stress from both spouses. The results also showed a direct path between economic strain and both couple members’ marital conflict, as well a direct path between economic and men’s marital satisfaction, diverging from what is advocated in the stress familiar model, suggesting possible cultural influences. It was not found significant results to the moderating tests.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/16012
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046627_tm.pdf1,63 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.