Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/16133
Título: A responsabilidade internacional das e pelas empresas militares e de segurança privadas
Outros títulos: em especial, a responsabilidade dos funcionários das EMSP e dos Estados-cliente
Autor: Pereira, Ana Rita da Costa
Orientador: Baptista, Eduardo Correia
Palavras-chave: Direito internacional público
Responsabilidade internacional
Direitos humanos
Segurança privada
Responsabilidade internacional do Estado
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 5-Dez-2014
Resumo: As Empresas Militares e de Segurança Privada (EMSP) tornaram-se atores não-estaduais omnipresentes em palco de conflito armado internacional. Todavia, o seu estatuto jurídico internacional, em particular o humanitário, está longe de ser claro, o que acarreta problemas no que concerne à sua responsabilidade internacional. A falta generalizada de acusação e/ou de condenação dos funcionários de Empresas Militares Privadas suspeitos de cometer crimes punidos pelo Direito Internacional Público, porém, deve-se a dificuldades de implementação dos mecanismos jurídicos e judicias existentes, e não à inexistência de um Direito aplicável. O chamado “vácuo legal” é meramente aparente, uma vez que há legislação efetivamente aplicável a estas questões, nomeadamente normas gerais de responsabilidade individual criminal, de Responsabilidade dos Estados e de estatutos humanitários, consolidadas nos ramos do Direito Internacional Público, do Direito Humanitário e do Direito da Responsabilidade Internacional (Responsabilidade dos Estados).
Private Military and Security Companies (PMSC) have become omnipresent non-State actors in international armed conflicts. However, their international legal status, particularly their humanitarian status, remains unclear, leading to problems when it comes to their international responsibility. Nonetheless, the general lack of prosecution of private contractors who have reportedly committed acts punishable under Public International Law is due to a deficient enforcement/implementation of existing legal and judicial mechanisms, rather than due to the lack of applicable Law. The so-called “legal vacuum” is merely apparent, as there is a number of international norms applicable in such cases, namely general rules on individual criminal responsibility, State Responsibility and humanitarian statuses, well-established under Public International Law, Humanitarian Law and the Law of International Responsibility (State Responsibility).
URI: http://hdl.handle.net/10451/16133
Designação: Mestrado em Ciências Jurídico-Financeiras
Aparece nas colecções:FD - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfd128737_tese.pdfDocumento principal688,03 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.