Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/16165
Título: As ferramentas da Web 2.0 em apoio às dificuldades específicas de leitura e escrita : uma proposta de formação de professores do 2º e 3º ciclos do ensino básico
Autor: Gomes, António José Silva, 1974-
Orientador: Miranda, Guilhermina Lobato, 1956-
Palavras-chave: Dislexia
Dificuldades de leitura
Professores - Formação
Tecnologias da informação e da comunicação
Trabalhos de projeto de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Ler e escrever são das competências cognitivas mais valorizadas e importantes que o sujeito pode adquirir. Mesmo sendo um processo complexo, grande parte das crianças consegue adquirir estas competências com facilidade. No entanto, há uma minoria que apresenta dificuldades específicas no domínio da literacia, mesmo possuindo uma inteligência normal e apresentando mestria noutras tarefas. A dislexia pode, igualmente, enquadrar-se no âmbito destas dificuldades, sendo habitualmente detetada em crianças que, ao iniciarem a escolaridade, manifestam uma dificuldade inesperada na aprendizagem da leitura e da escrita. Na sociedade contemporânea, desenvolvem-se novos eixos de construção da cultura, novas formas de comunicação e novas linguagens. Neste contexto, as práticas educativas distinguem-se pela introdução de novas tecnologias, que polarizam novas soluções de aprendizagem, de transferência da informação e de construção do conhecimento. Representam, assim, um desafio para a educação no vetor da inovação e da criatividade, mas também na precaução e na preparação para um ‘surfar’ seguro e potenciador de qualidade. Nos últimos anos desenvolveram-se diversos estudos com objetivo de compreender os processos cognitivos envolvidos na aquisição do processo de leitura e da linguagem escrita. A consciência fonológica e o conhecimento das letras têm sido apontados como os dois fatores mais influentes no processo de desenvolvimento desta competência. O âmbito da nossa investigação centra-se na importância da aquisição de conhecimentos a nível da pedagogia diferenciada em contexto de sala de aula por parte dos professores, para trabalhar com os alunos que têm Dificuldades Específicas de Aprendizagem da Leitura e da Escrita/ Dislexia, de forma a intervirem junto dos mesmos, com a máxima de os conduzir ao sucesso educativo, tendo como base de trabalho as potencialidades de algumas ferramentas da Web 2.0. Mais concretamente, visamos investigar e desenhar uma proposta de um programa de formação contínua, focalizado na utilização de ferramentas da Web 2.0 como apoio às dificuldades de leitura e escrita em jovens do currículo normal, jovens com necessidades educativas especiais incluindo, ainda, jovens disléxicos, destinado a Professores de Português e, ainda, a Professores de Educação Especial, considerando que estes dois grupos profissionais podem desempenhar um papel preponderante na promoção de uma escola verdadeiramente inclusiva, da qual a utilização de tecnologias é uma adjuvante. A metodologia adotada neste estudo foi a de trabalho de projeto, estando esta próxima, nos seus princípios e finalidades, da metodologia de Design Based Research (DBR) ou metodologia de Desenvolvimento. Trata-se de uma estratégia metodológica sistemática e flexível que tem por finalidade melhorar as práticas dos professores através da reflexão interativa. Foram inquiridos profissionais de educação de um agrupamento de escolas do Norte do País, no sentido de se identificar o perfil de funcionalidade de alunos com dificuldades a nível da leitura e escrita e, ainda, saber-se qual o grau de proficiência na utilização das TIC dos docentes. Os dados revelam que a maioria dos professores está consciente do seu grau de proficiência na utilização das TIC, realçando as suas necessidades de formação, de modo a proceder às alterações nas suas práticas pedagógicas para a integração efetiva destas tecnologias. Conclui-se, ainda, que para os professores poderem responder às exigências e solicitações deste tipo de alunos, numa escola que se procura inclusiva, é necessário prover um programa de formação contínua, proposta que apresentamos nesta investigação, onde estes possam experimentar e colocar em prática diversas estratégias, criando-se ambientes de aprendizagem motivadores, onde as TIC constituem uma parte integrante.
Reading and writing are two of the most valued and important cognitive skills an individual can acquire. Although learning is complex, most children can acquire these skills without problems. However, there is a minority of children who have particular difficulties in these fields, despite having normal intelligence and the ability to master other tasks. Dyslexia falls within the scope of these difficulties and is usually detected in children who, when they start schooling, manifest an unexpected difficulty in reading and writing. Currently society has developed new lines of communication and new languages . In this context, the educational practices are distinguished by the introduction of new technologies, new solutions that polarize learning, transfer of information and knowledge. This represents a challenge for education in the vector of innovation and creativity. In recent years several studies have been developed in order to understand the cognitive processes involved in the acquisition of reading and writing. Phonological awareness and knowledge of the alphabet letters, syllables and words have been described as the two most influential factors in the development of this learning process. The scope of our research focuses on the importance of teachers acquiring knowledge using differentiated teaching strategies in the classroom to work with students who have Reading and Writing Difficulties based on the work potential of some Web 2.0 tools. More specifically, we aim to design and investigate a proposal for a programme of in-service teacher training, focused on the use of Web 2.0 tools as support for reading and writing difficulties, including young dyslexics. This programme is designed for teachers who teach the Portuguese language and also for Special Education Teachers, considering that these two professional groups can play a leading role in promoting a truly inclusive school, where the use of technology is an adjuvant. The methodology adopted in this project in terms of the parameters covered is similar to the initial and final methodology adopted in the Design Based Research (DBR) or methodology of Development, resulting in teachers’ practices through interactive reflection. A group of teachers based in the North of Portugal was asked to evaluate the capabilities of students with difficulties in terms of reading and writing abilities juxtaposed with the knowledge of new technologies. The conclusion showed that the majority of teachers are aware of their technology uses in Education and they need to educate themselves in terms of improving and developing their individual way of teaching. In our study we present a specific in-service teachers’ training programme to respond to this problem where several strategies can be put into practice, transforming the classroom in a more motivating learning environment, having these new technologies as part of the solution.
Descrição: Trabalho de projeto, Educação (Área de especialização em Educação e Tecnologias Digitais), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/16165
Designação: Mestrado em Ciências da Educação
Aparece nas colecções:IE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047043_tm.pdf2,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.