Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1771

Título: O projecto político de Zimbri-Lim, 1775-1762 a.C.
Autor: Rosa, Maria de Fátima Castanheira da Silva
Orientador: Santos, António Ramos dos,1956-
Caramelo, Francisco José Gomes
Palavras-chave: Zimri-Lim, Rei de Mari, séc.18 a.C.
Relações diplomáticas
História política - Mesopotâmia - séc.18 a.C.
Síria - História - Antiguidade
Mesopotâmia - História - Antiguidade
Mari (Síria) - História
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: Zimri-Lim chegou ao trono de Mari em 1775 a.C., após o desmembramento do reino da Alta Mesopotâmia. As circunstâncias que envolveram a sua entronização explicam o facto do soberano poder contar deste cedo com a aliança de alguns dos monarcas mais poderosos do mundo siro-mesopotâmico. Nos anos seguintes, Zimri-Lim dedicar-se-ia à construção de uma estrutura político-diplomática coesa e, tanto quanto possível, estável. O alargamento desta rede de aliados teria sido concretizado mediante a conciliação de poderes tão díspares quanto inimigos (como o Yamhad, E nunna, o Ekallatum e a Babilónia). O principal objectivo do rei de Mari era a sobrevivência do reino enquanto entidade politicamente independente. Contudo, tomando esta estrutura político diplomática como o seu motor de expansão, Zimri-Lim tentaria subir ao patamar mais alto da estrita e complexa hierarquia que caracterizava as relações diplomáticas no séc. XVIII a.C. Assim sendo, firmando a sua suserania à região do delta do Habur e considerando a sua proximidade diplomática à zona do Sindjar, Zimri-Lim conseguiria afirmar-se como um dos principais soberanos de então. Contudo, este período de crescimento começaria lentamente a reverter-se a partir do último terço do reinado. O cenário até então bastante favorável terminaria abruptamente com a tomada da cidade pelas forças do seu homólogo e ex-aliado, Hammu-rabi, em 1762 a.C. Para esta ruína muito terá contribuído o desgaste causado pelas sucessivas guerras travadas ao longo do reinado, assim como o complexo dimorfismo que caracterizava o reino. No entanto, ela dever-se-á acima de tudo à insustentabilidade da política diplomática imposta pelo soberano.
Zimri-Lim ascended to the throne of Mari in 1775 B.C., after the downfall of the kingdom of Upper Mesopotamia. The circumstances in which he became king explain the fact that, since the beginning of his reign, he could count amongst his allies some of the most powerful sovereigns of that time. Following his enthronement, Zimri-Lim tried to expand his political power by extending the realm of his diplomatic contacts and consolidating his suzerainty in the Habur region. In order to survive in the international political scene, the king of Mari would have to be recognized by his fellow allies. Therefore, basing his power on the politico - diplomatic structure he established, he would gain the respect he aimed for, making possible the acceptance of Mari as one of the most important kingdoms of the Syro- Mesopotamian world. Despite this ascension, Mari began suffering its first political setbacks on the third half of Zimri-Lim's reign. Mari's defeat would ultimately happen in 1762 B.C. when the troops of Hammu-rabi, his former ally, abruptly took over the town. Contributing to its ruin were the successive and exhausting wars Mari had to endure over the years of Zimri-Lim's reign and the complex dimorphism that characterized its social component. Notwithstanding, the fall of Mari also has to be analyzed as the outcome of the increasing unsustainability of the diplomatic politics imposed by Zimri-Lim.
Descrição: Tese de mestrado, História Antiga, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000581598
http://hdl.handle.net/10451/1771
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22470_ulfl076011_tm.pdf2,26 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE