Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/17783
Título: Avaliação da discriminação social de pessoas idosas em Portugal
Autor: Alves, José Ferreira
Novo, Rosa
Palavras-chave: Portugal
Adultos idosos
Discriminação social
Idadismo
Estudo descritivo mediante encuestas
Data: 2006
Editora: Asociación Espanola de Psicología Conductual (AEPC)
Citação: Alves, J. F. & Novo, R.F. (2006). Avaliação da discriminação social de pessoas idosas em Portugal. International Journal of Clinical and Health Psychology, 6 (1), 65-77.
Resumo: O envelhecimento da população Portuguesa está a fazer emergir problemas sociais novos, muitos dos quais ainda não visíveis ou tematizados. Um desses problemas é a discriminação social veiculada através de comportamentos, atitudes e preconceitos presentes nas interacções diárias com pessoas idosas e/ou difundidos através dos meios de comunicação. O objectivo deste estudo descritivo é conhecer o ponto de vista das pessoas idosas, ou seja, a sua própria percepção de ocorrências de episódios de discriminação. Utilizando um instrumento específico concebido por Palmore procurámos caracterizar a percepção de 324 pessoas, homens e mulheres com mais de 60 anos e residentes em vários concelhos de Portugal, algumas institucionalizadas e outras vivendo integradas, em condições normais, na comunidade. Os resultados apontam para uma percepção de discriminação por uma parte significativa da amostra. As ocorrências mais frequentemente percepcionadas situam-se em interacções com profissionais de saúde e em outros contextos interpessoais em que os interlocutores supõem a priori que a pessoa idosa já não ouve bem ou não compreende bem. Encontramos uma associação positiva da percepção da discriminação com a idade. Discutiremos os dados apontando algumas direcções para outros trabalhos de investigação e para a prevenção do fenómeno.
The aging of the Portuguese population is accompanied with the emergence of new problems, many of which we are not fully aware of. One of those problems is ageism or social discrimination carried out by behaviours, attitudes and prejudices in the daily interaction with elderly people or spread by mass media. This descriptive observational study’s aim is to find out the self perception of elderly people concerning their experience with discrimination. Using a specific instrument designed by Palmore, we characterize the self perception of 324 older persons, men and women older than 60 years and living in several regions of Portugal, some of them living within residential facilities and the others living in the community. The results point to a real self perception of discrimination or ageism. The events with more prevalence of occurrence are with health professionals, either a physician or a nurse, or in other settings in which one assumes that the older person could not hear well or could not understand because of his/her age. We found a strong association between self perception of discrimination and age. We will discuss the data and point some directions to new research and prevention of this phenomenon.
El envejecimiento de la población portuguesa está haciendo que surgan problemas sociales nuevos, muchos de los cuales todavía no están demasiado claros. Uno de estos problemas es la discriminación social reflejada en comportamientos, actitudes y prejuicios presentes en las interacciones diarias con personas mayores difundidos a través de los medios de comunicación. El objetivo de este estudio descriptivo es conocer el punto de vista de las personas de edad, es decir, su propia percepción de la ocurrencia de episodios de discriminación. Utilizando un instrumento específico concebido por Palmore pretendemos caracterizar la percepción de 324 hombres y mujeres de más de 60 años residentes en varios lugares de Portugal, algunos institucionalizados y otros viviendo integrados en condiciones normales en la comunidad. Los resultados muestran una percepción de discriminación por una parte significativa de la muestra. Las ocurrencias más frecuentemente percibidas se sitúan en las interacciones con los profesionales de la salud y en otros contextos interpersonales en los que los interlocutores suponen a priori que la persona de edad ya no oye o comprende bien. Encontramos una asociación positiva de la percepción de la discriminación con la edad. Se discuten los datos apuntando algunas directrices para futuros trabajos de investigación y para la prevención del fenómeno.
Descrição: Agradecemos a preciosa colaboração das Dras. Alexandra Pires, Carla Ribeiro, Manuela Machado, Marta Moreira e Sibila Marques.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/17783
ISSN: 1697-2600
Versão do Editor: http://www.aepc.es/ijchp/articulos_pdf/ijchp-167.pdf
Aparece nas colecções:FPCE - UOP - Artigos em Revistas Internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2006 Avaliação Discriminação IJCHP.pdf1,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.