Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/17815
Título: Design e auto-produção : novos paradigmas para o design de artefactos na sociedade pós-industrial : a contribuição das tecnologias digitais
Autor: Dias, Pedro João Jacinto da Silva
Orientador: Parra, Paulo, 1961-
Pereira, Cristóvão Valente, 1966-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Design de equipamento
Sociedade pós-industrial
Inovações tecnológicas
Produção
Manufactura digital
Data de Defesa: 2015
Resumo: Partindo de um plano de fundo identificado com os princípios que definem a sociedade pós-industrial, aborda-se nesta tese as relações da nova conjuntura societal com a produção de bens físicos e as várias contexturas que delineiam a acção do design, com enfoque na actual pertinência alternativa para o design auto-produzido. Observando-se o processo de mutação da sociedade, mercê do desenvolvimento preponderante no sector das tecnologias e da sequente globalização, com todas as suas implicações sociais, políticas e económicas, também os fundamentos do design para a indústria se transformam, conquanto o sistema industrial, a sua tecnologia e o seu mercado, estão em concorde mudança. A actual praxis do design estabeleceu-se na predominância do sector dos serviços que caracteriza a sociedade pós-industrial, e hoje concentra-se no seu serviço, diluindo-se nos conceitos estratégicos, distribuídos e partilhados de criatividade e inovação – disseminando-se por múltiplos sectores e por diversificados níveis e funções nas multíplices tipologias dos processos. Assim o design tende hoje a tornar-se um campo sem uma configuração definitivamente estabelecida, conquanto os pontos de referência assentam fugazmente em instáveis novos paradigmas a serem explorados. Por outro lado as actuais contexturas sociais e técnico/produtivas, compreendem processos habilitantes que levam a novas viabilidades para o exercício do design autónomo, auto-produzido, através das emergentes capacidades digitais. Assim, após as revoluções digitais no mundo da informação e da comunicação, assiste-se agora à emergência de uma outra revolução, desta vez no âmbito da matéria – a manufactura digital. Esta tese pretende assim analisar as origens do sistema económico/produtivo actual e os modelos alternativos que se apresentam no momento da sua crise, em particular os relativos à auto-produção. Constitui-se assim como um trabalho de prospecção de possibilidades e princípios para uma nova praxis do design através da produção própria, assentes nas viabilidades que a actual sociedade sustenta.
Once identified the principles that we identify with post-industrial society, this thesis uses them as a starting point to discuss the relationships of this new social paradigm with the production of physical objects, together with the different context the various that delineate the action of design, focusing on the current alternative relevance of the self-produced design. Observing the process of a changing society, due to major developments in the technology sector and its consequential globalization, linked to social, political and economical changes, the fundamentals of design for industry have changed hand in hand with the shifts in the industrial system, its technology and market. The current praxis of design was established favouring the service sector which characterizes the post-industrial society. Today it focuses on their service, diluting itself in the strategic concepts, distributed and shared, of creativity and innovation - by multiplying itself within various sectors, levels and functions in a variation of process types. Thus today design tends to become a field without a definitely established configuration, while its benchmarks are based on unstable fleetingly new paradigms to be explored. On the other hand the current social and technical/productive contexts entail qualifying processes that lead to new possibilities for the exercise of autonomous, self-produced design, through emerging digital capacities. Once experienced a revolution in the digital world and in the world of information and communication, we are witnessing now the emergence of another revolution: a revolution which deals with the matter itself - the digital manufacturing. This thesis therefore aims to analyse the origins of the current economic / productive system and alternative models present in times of crisis, in particular those related to self-production. It constitutes itself as a work of prospecting possibilities and principles for a new praxis of design through self-production, based on the feasibilities that our current society sustains.
Descrição: Tese de doutoramento, Belas-Artes (Design de Equipamento), Universidade de Lisboa, Faculdade de Belas-Artes, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/17815
Designação: Doutoramento em Belas-Artes
Aparece nas colecções:FBA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd070225_td_Pedro_Dias.pdf12,83 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.