Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/17827
Título: O uso do tempo e do espaço pelos idosos da Ameixoeira
Autor: Paiva, Daniel
Orientador: Cachinho, Herculano A. P.
Palavras-chave: Envelhecimento da população - Portugal
Idosos - Ameixoeira (Lisboa, Portugal)
Tempo - Sociologia
Espaço - Sociologia
Mobilidade espacial - Aspectos sociais
Urbanismo - Aspectos sociais
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Num contexto em que o envelhecimento populacional é uma realidade efetiva nas cidades europeias, importa estudar os quotidianos da população idosa de modo a perceber como podemos preparar a cidade do Século XXI para os desafios que esta mudança social apresenta. Nesse sentido, este estudo teve como objetivo central detalhar o uso do espaço e do tempo dos idosos da Ameixoeira e identificar os principais constrangimentos que estão a impedir a qualidade de vida na idade idosa. Para tal, tomou-se como caso de estudo a freguesia da Ameixoeira, em Lisboa. Esta carateriza-se por ser um espaço dual e fragmentado na periferia do município, sendo um caso paradigmático da organização espacial da cidade contemporânea. Realizaram-se 25 diários semanais com idosos e 8 entrevistas em profundidade sobre o uso do tempo e do espaço, as atividades conduzidas e a ligação aos lugares da Ameixoeira. Realizou-se também observação direta por um período prolongado, durante o qual se empreenderam vários levantamentos sobre o espaço urbano e se procedeu ao registo fotográfico. Os resultados do estudo ilustram como os idosos da Ameixoeira organizam o seu quotidiano, que atividades realizam, que espaços usam e em que alturas. Foi também possível identificar um conjunto de constrangimentos tempo-espaço que afetam a qualidade de vida dos idosos da Ameixoeira. As conclusões da investigação permitem compreender como os idosos gerem as suas espacialidades e temporalidades particulares num contexto sócio geográfico marcado pela fragmentação e hipermobilidade.
Abstract: In a context where population aging is an effective reality in the European cities, it is important to study the everyday life of elderly people, in order to understand how we can prepare the 21st Century city for the challenges this social change presents. In that sense, the main objective of this research was to detail the use of the space and time of the elderly of Ameixoeira and to identify the main constraints of space or time that are hindering the quality of life in old age. To reach these goals, the parish of Ameixoeira in Lisbon was taken as a case study. The parish is characteristic for being a dual and fragmented space on the periphery of the city, and it is a paradigmatic case of the spatial organization of the contemporary city. There were conducted 25 weekly diaries with elders and 8 in-depth interviews about the use of time and space, the activities that were performed and the attachment to the places of Ameixoeira. We also conducted direct observation for an extended period, during which we undertook various surveys on the urban space and conducted photographic records. The results of the study illustrate how the elderly of Ameixoeira organize their everyday life, which activities they perform, which spaces they use and at what times. It was also possible to identify a set of time-space constraints that affect the quality of life of the elderly in Ameixoeira. The research findings allow us to understand how the elderly manage their particular spatialities and temporalities in a socio-geographical context characterized by fragmentation and hypermobility.
URI: http://hdl.handle.net/10451/17827
Designação: Mestrado em População, Sociedade e Território
Aparece nas colecções:IGOT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
igotul003738_tm.pdf5,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.