Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/17955
Título: O teatro Nô e a missão jesuíta no Japão do século XVI
Autor: Dias, Ana Cristina
Orientador: Buescu, Helena Carvalhão, 1956-
Palavras-chave: Fróis, Luís,S.J. 1532-1597. História de Japam
Descobrimentos portugueses
Jesuítas - Missões - Japão - séc.16
Teatro japonês - séc.16 - História e crítica
Teses de doutoramento - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Na sequência do trabalho desenvolvido na Tese de Mestrado sobre a Representação do Outro na Historia de Japam de Luís Fróis, propomo-nos agora, e utilizando o mesmo longo e complexo texto de Fróis, tentar, embora contextualizando-o no quadro de um conjunto extremamente significativo de outros escritores portugueses sobre a Expansão no Oriente, compreender como a história da missionação cristã do Japão, que Fróis minuciosamente nos narra, desde o início incorporou uma funda necessidade de conhecimento do outro, da sua história peculiar, das suas tradições e da sua cultura. Só esse conhecimento, de que Fróis se faz um dos primeiros arautos no que ao Japão diz respeito, poderia permitir uma eficaz presença dos missionários, em particular jesuítas, no Japão, e no Oriente em geral. Importava-lhe, pois, como a todos os outros missionários, conhecer o suficiente sobre a cultura e os hábitos autóctones para poder ter o máximo de eficácia retórica e missionária no Japão. É este o processo que vamos seguir na nossa aproximação à monumental obra de Fróis, detendo-nos, como estudo de caso, no que é o Teatro Nô, fruto de uma concepção religiosa e aristocrática da vida, e que foi uma das “armas teológicas” utilizada pelos Jesuítas na missionação do Japão. A separação aqui de compromissos espúrios permitiu que na lógica da aproximação ao outro se tenham valorizado os elementos culturais – e é talvez justamente aí que pretendemos colocar o estudo de caso a que nos reportamos de forma mais coesa, o teatro Nô. Não como uma estratégia solta, mas como uma prática específica que contribuiu, como muitas outras, para o trabalho de missionação, tal como Valignano e Fróis o conceberam e descreveram. Na realidade, o que este trabalho pretende fazer é sublinhar a forma como certos elementos culturais, à partida parecendo distantes do trabalho de evangelização, estiveram afinal presentes nele e por vezes constituíram uma peça fundamental. É por isso que o teatro Nô, sendo um estudo de caso, pode em nosso entender ser considerado como uma estratégia paradigmática da missionação. A Expansão Marítima no seu conjunto, e no caso português em particular, é a grande aventura da alteridade no dealbar da cultura moderna. Tendo em conta o carácter internacional da Companhia de Jesus e a sua relativa independência face a qualquer poder político, tentaremos abordar a sua missionação procurando evidenciar as costuras ideológicas e estratégicas menos pragmáticas na sua relação com o outro. Esse conjunto de circunstâncias singulares permitiu que na aproximação ao outro tenha pesado mais o outro em si mesmo, no que ele tem de idiossincrático, intransponível e inviolável, em detrimento do interesse que poderia decorrer desse contacto.
Following the previous reserch made for the Master's Thesis “The Representation of the Other on Luis Frois' History of Japam", we departure now - using the same long and complex text – focusing mostly on the significant writers in the contex of the Portuguese Expansion to the East to understand the history of the Christian mission in Japan. Minutely narrated by Fróis since its beginning, showcasing a profound need for a knowledge of the "other", of his peculiar history, his traditions and his culture. Fróis became one of the first heralds of this knowledge, that in regard to Japan, could allow an effective presence of missionaries, in Japan particularly and in the East in general. To know enough about the culture and its indigenous habits was of the upmost importance to him, as for every other missionary. On this depended the sucessess of his mission. Such is our approach to the monumental work of Fróis, paying special attention, to the Noh Theater, as a case study, the result of a religious and aristocratic conception of life. That was one of the "theological weapons" used by Jesuit missionaries in Japan. The separation of spurious commitments, allowed in the logic of the approach to the other, have been valued cultural elements - and is perhaps precisely where we intend to put the case study that we reported in the most cohesive manner, the Noh theater. Not as a loose strategy, but as a specific practice that contributed, like many others, to work for missionary activities, as Valignano and Fróis have conceived and described. In fact, what this study intends to do is to emphasize how certain cultural elements, the game seemed distant from the work of evangelization, were eventually present in it and sometimes constituted a fundamental piece. That's why the Noh theater, as a case study can be seen as a paradigm of the missionary strategy. The Maritime Expansion as a whole - and in the Portuguese case in particular - is the great adventure of the otherness at the dawn of modern culture. Given the international character of the Society of Jesus and its relative independence from any political power, we will try and approach its missionary work highlighting the ideological and less pragmatic strategic seams in its relationship with the other. This set of unique circumstances that allowed the approach to the other have weighed over the other in himself, in what he has idiosyncratic, impenetrable and inviolable, to the detriment of the interest that could stem from that contact.
Descrição: Tese de doutoramento, Estudos de Literatura e de Cultura (Estudos Comparatistas), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/17955
Designação: Doutoramento em Estudos de Literatura e Cultura
Aparece nas colecções:FL - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd070407_td_Ana_Dias.pdf244,34 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.