Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/17988
Título: Temporalismo e Eternismo
Autor: Faria, Paulo
Palavras-chave: Temporalismo
Eternismo
Proposições Temporais
Modalidade
Atitudes Proposicionais
Data: 2014
Editora: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
Citação: Branquinho,J. e Santos,R. (eds), Compêndio em Linha de Problemas de Filosofia Analítica. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
Resumo: Temporalismo e eternismo são teses semânticas. Segundo a primeira, que prevaleceu ao longo da maior parte da história da lógica no Ocidente, existem proposições completas cujo valor de verdade varia com o tempo (proposições temporais), e a investigação das relações entre tempo e verdade é parte integral da lógica. Para a segunda, que emerge gradualmente na obra dos pioneiros da lógica moderna e recebe sua primeira formulação sistemática na obra de Frege, o que o temporalismo percebe como uma proposição com valor de verdade variável deve ser concebido, antes, como uma função proposicional em que pelo menos uma variável livre (usualmente inarticulada na expressão linguística da proposição) toma como argumentos instantes ou intervalos de tempo. As duas teses têm consequências importantes, aqui brevemente resenhadas, para a concepção das relações entre tempo e modalidade e para a semântica das atitudes proposicionais.
Abstract: Temporalism and eternalism are semantical theses. According to the former, which prevailed throughout most of the history of Western logic, there are complete propositions whose truth-value changes with time (temporal propositions), and the examination of the relations be - tween time and truth is part and parcel of the subject-matter of logic. According to the latter, which surfaced gradually in the work of the pioneers of modern logic and received its first systematic formulation in Frege’s work, what temporalism perceives as a proposition with changing truth-values should rather be conceived as a propositional function in which at least one free variable (usually unarticulated in the linguistic expression of the proposition) takes as arguments instants or time intervals. Both theses have important consequences, here briefly reviewed, for the conception of the relations between time and modality, and for the semantics of propositional attitudes.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/17988
ISBN: 978-989-8553-22-5
Versão do Editor: http://www.compendioemlinha.com/uploads/6/7/1/6/6716383/paulo_faria-temporalismo_e_eternismo.pdf
Aparece nas colecções:FL-DF - Compêndio em Linha de Problemas de Filosofia Analítica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
paulo_faria-temporalismo_e_eternismo.pdf249,65 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.