Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1800

Título: Biomarcadores genotóxicos e polimosfismos genéticos em trabalhadores expostos a formaldeído
Autor: Ladeira, Carina Alexandra Fernandes
Orientador: Gomes, Manuel do Carmo
Brito, Rui Miguel Duque de
Palavras-chave: Biologia molecular
Marcadores genéticos
Biomarcadores
Formaldeído
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Resumo: O formaldeído é um agente químico, classificado como carcinogénico em humanos e animais experimentais, amplamente utilizado nos laboratórios de Anatomia Patológica. A exposição a esta substância está epidemiologicamente associada a cancro e a alterações nucleares detectáveis através do teste dos micronúcleos por bloqueio da citocinese. Este método é utilizado extensivamente em epidemiologia molecular, uma vez que permite determinar vários biomarcadores de genotoxicidade, tais como: micronúcleos (biomarcadores de quebra ou perda de cromossomas), pontes nucleoplásmicas (biomarcador de re-arranjo cromossómico, má reparação e/ou fusão de telómeros) e protusões nucleares (biomarcador de eliminação de DNA amplificado e/ou complexos de reparação de DNA). O objectivo deste trabalho é investigar a relação entre a frequência de alterações nucleares e factores genéticos e ambientais, em indivíduos expostos e não-expostos ocupacionalmente a formaldeído. Para tal, foram constituídos 2 grupos: 56 indivíduos expostos ocupacionalmente a formaldeído (casos) e 85 indivíduos não expostos (controlos). Foram recolhidos sangue periférico e células epiteliais esfoliadas da mucosa bucal. Realizou-se o estudo dos biomarcadores genotóxicos e extracção de DNA para estudo dos polimorfismos nos genes XRCC3 e ADH3. Os resultados obtidos fornecem evidência inequívoca para associação entre a exposição ocupacional a formaldeído e a presença de alterações nucleares. Os hábitos tabágicos e o consumo de álcool, exercem efeitos significativos na presença de micronúcleos na mucosa bucal, pontes nucleoplásmicas e protusões nucleares. Relativamente aos factores genéticos, verificaram-se associações estatisticamente significativas entre o polimorfismo do gene da ADH3 e a presença de micronúcleos em linfócitos periféricos e do polimorfismo do gene XRCC3 nas protusões nucleares.
Formaldehyde is a chemical agent, classified as carcinogenic in humans and experimental animals, widely used in laboratories of Pathology. The exposure to this substance is epidemiologically linked to cancer and nuclear changes detected by the cytokinesis-block micronucleus test. This method is extensively used in molecular epidemiology, since it determines several biomarkers of genotoxicity, such as micronuclei (biomarkers of chromosomes breakage or loss), nucleoplasmic bridges (biomarker of chromosome rearrangement, poor repair and / or telomeres fusion) and nuclear buds (biomarker of elimination of amplified DNA). The aim of this study is to investigate the relationship between the frequency of nuclear changes and genetic and environmental factors in individuals exposed and non-occupationally exposed to formaldehyde. To this end, were made 2 groups: 56 individuals occupationally exposed to formaldehyde (cases) and 85 unexposed individuals (controls). It was collected peripheral blood and exfoliated epithelial cells of oral mucosa and carried out the study of biomarkers of genotoxic and DNA extraction for verification of polymorphisms in XRCC3 and ADH3 genes. The results provide unequivocal evidence for association between occupational exposure to formaldehyde and the presence of nuclear changes. The smoking and alcohol consumption have significant effects in the presence of micronuclei in oral mucosa, nucleoplasmic bridges and nuclear buds. For genetic factors, there were significant associations between gene polymorphism of ADH3 and the presence of micronuclei in peripheral lymphocytes and gene polymorphism in XRCC3 and nuclear buds.
Descrição: Tese de mestrado, Biologia (Biologia Molecular Humana), 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000576655
http://hdl.handle.net/10451/1800
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
21606_ulfc080709_tm.pdf321,93 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia