Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18025
Título: Análise da perigosidade de tsunami para a cidade da Beira, Moçambique
Autor: Manuel, Alberto Fernando
Orientador: Cabral, João Manuel Lopes Cardoso,1953-
Palavras-chave: Deslocamento médio
Falha
Ruptura
Sismo
Tsunami
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: A neotectónica de Moçambique está relacionada com o Sistema do Rifte do Leste Africano, que vários autores defendem ter uma extensão de 3000 km desde Afar no Norte até Moçambique no Sul. Em Moçambique manifesta-se em dois sectores: o sector ocidental, principal, que parte do Quénia atravessando a região dos grandes lagos até ao Lago Niassa, e prologando-se até à região Sul de Moçambique, e o sector oriental, secundário, que corresponde a um ramo do Rifte do Leste Africano que se prolonga desde o norte da Tanzânia até ao Oceano Índico, continuando-se, no sector submarino, pela estrutura Davie Ridge e bacias tectónicas associadas. Para compreender a actividade do sector oriental e avaliar a sua potencialidade tsunamigénica foram calculados os parâmetros das falhas correlativas no Canal de Moçambique, através de modelos de regressão de Wells & Coppersmith (1994) e de Manighetti et al (2006) considerando três regiões sismogénicas de acordo com a informação morfotectónica e a actividade sísmica regional (Davie Ridge, Eixo sísmico de Quathlamba e Mozambique Ridge). Assumiu-se um comprimento máximo de ruptura de 100 km e determinou-se a Mw máxima espectável de 7,4. Desta magnitude foi determinado o deslocamento médio através do modelo de Wells & Coppersmith (1994). Este parâmetro foi igualmente calculado pelo modelo de Manighetti et al (2006) assumindo uma espessura da camada sismogénica de 35 km proposto por Chen e Yang, (2010). A utilização de dois modelos na determinação deste parâmetro visava encontrar a solução que apresentasse valores mais conservativos e para o presente caso foi o modelo de Manighetti et al com o deslocamento médio de 4,5 m. Com base nos resultados obtidos fez-se a modelação do tsunami para a Cidade da Beira e concluiu-se que, dos três cenários, o primeiro e o segundo é que podem gerar ondas capazes de atingir a linha de costa da cidade da Beira com uma altura máxima próxima de 0,5 m. O tempo de propagação da onda de tsunami desde a fonte até à cidade da Beira, no litoral moçambicano, é de 2 horas e 30 minutos para o tsunami gerado no Eixo Sísmico de Quathlamba e 3 horas para o gerado em Davie Ridge.
The neotectonics of Mozambique is dominated by the tectonic activity of the East African Rift system. Various authors refer that this fault system is 3000 km in length, from the Afar, in the north, to Mozambique, in the south. This fault system has two sectors. The main, western sector, extends from Kenya through the lakes region to Niassa Lake, and continues to the south of Mozambique. The eastern sector extends from north of Tanzania to the Indian Ocean, through the Mozambique Channel, along Davie Ridge. To understand the tectonic activity of the east sector and to evaluate the potential of tsunami generation by the active faults located in the Mozambique Channel, fault rupture parameters of these faults were calculated using Wells & Coppersmith (1994) and Manighetti et al (2006) empirical models. We considered three possible source areas in the Mozambique Channel according to morphotectonic and seismological information (Davie Ridge, Quathlamba Seismic Axis and Mozambique Ridge). A maximum fault length of 100 km was assumed, corresponding to a maximum earthquake of Mw 7.4 calculated by Wells & Coppersmith (1994) model. An average displacement of 4.5 m was also calculated by the Manighetti et al (2006) model, assuming a thickness of the seismogenic layer of 35 km as proposed by Chen and Yang (2010). The purpose of using two models to calculate this parameter aimed at finding the most conservative valueManighetti. Therefore we used the 4.5 m average fault displacement to model the tsunami to Beira City and we concluded that between the three source areas the first and the second can generate waves that can reach the coastline of Beira with a maximum wave height of approximately 0, 5 m. The propagation time of the tsunami wave from the source to Beira, in the Mozambique coast, is 2 hours and 30 minutes for the tunami generated in the Quathlamba Seismic Axis and 3 hours for that generated in Davie Ridge.
Descrição: Tese de mestrado em Geologia, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/18025
Designação: Mestrado em Geologia do Ambiente, Riscos Geológicos e Ordenamento do Território
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc113584_tm_Alberto_Manuel.pdf4,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.