Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18047
Título: Aplicação smartphone para auto-monitorização nas perturbações de ansiedade com crianças e adolescentes
Autor: Lima, Regina da Graça Luís
Orientador: Sá, Maria Isabel Real Fernandes de, 1959-
Palavras-chave: Comportamento - Distúrbios
Ansiedade - terapêutica
Crianças - Psicologia
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Os avanços tecnológicos têm sido aplicados em diversas áreas, sendo uma delas a psicologia. Neste âmbito encontram-se vários instrumentos tecnológicos desenvolvidos como apoio da psicoterapia, nomeadamente, na psicoterapia cognitivo-comportamental com perturbações de ansiedade. A realização de tarefas fora da sessão, uma das características essenciais da psicoterapia cognitivo-comportamental, constitui um desafio e uma dificuldade para os terapeutas que trabalham com crianças e adolescentes. As crianças resistem a fazer os tradicionais registos de auto-monitorização em papel, apresentando razões como as dificuldades sentidas na sua escrita, o esquecimento, ou a perda das folhas de registo. Contudo, foi percebido que a introdução de uma ferramenta mais atrativa que auxilie esta função pode aumentar a motivação dos jovens para a realização das tarefas de casa e uma melhoria na recolha de dados, o que se torna bastante útil tanto para o jovem como para o terapeuta e para o próprio processo terapêutico. Assim, através da colaboração entre terapeutas e engenheiros informáticos, foi construída uma aplicação para Smartphone, inserido no programa de investigação InsiThe - Suporte a terapias In-Situ, como forma de ultrapassar a baixa adesão aos trabalhos de casa fora da sessão. Esta ferramenta foi aplicada a 11 crianças e adolescentes com idades compreendidas entre os 7 e os 18 anos. Pretende-se saber qual a adesão dos jovens a este tipo de ferramentas e a sua utilidade no processo terapêutico. A metodologia usada foi qualitativa e baseada em estudos de caso representativos da situação estudada: crianças e jovens com perturbações de ansiedade acompanhadas em psicoterapia cognitivo-comportamental. Verificou-se, no geral, uma aceitação positiva na utilização do instrumento e uma maior motivação na adesão às tarefas de auto-monitorização fora da sessão. Embora, a aplicação revele ser uma grande vantagem no processo terapêutico existem ainda algumas limitações na sua utilização.
Technological advances have been applied in several areas, one of them psychology. In this context one finds various technological tools developed in support of psychotherapy, including cognitive-behavioral psychotherapy with anxiety disorders. The performing tasks outside the session, one of the essential characteristics of cognitive-behavioral psychotherapy, becomes a challenge and a difficulty for therapists who work with children and adolescents. Children resists making traditional self-monitoring records on paper, giving reasons such as difficulties in their writing, forgetfulness, or the loss of the record sheets. However, it was realized that the introduction of a more attractive tool for fulfilling this function can increase the motivation of young people to carry out the tasks of home and an improvement in data collection, which is quite useful both for the young and for the therapist and the therapeutic process itself. Thus, through collaboration between therapists and computer engineers, was built an application for Smartphone, inserted in the research program InsiThe - Support In-Situ therapies as a way to overcome poor adherence to homework outside of session. This tool was applied to 11 children and adolescents aged 7 to 18 years. It is intended to know the acceptance of young people to this type of tool and its usefulness in the therapeutic process. The methodology was qualitative and based on case studies representative of the situation studied: children and young people with anxiety disorders accompanied in cognitive-behavioral psychotherapy. It was found, in general, a positive acceptance in using the tool and a major motivation for adherence to self-monitoring tasks outside the session. Although the application proves to be a great advantage in the therapeutic process there are still some limitations in its use.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde/Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18047
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047174_tm.pdf1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.