Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18081
Título: Solidão e padrões de vinculação aos pais na adolescência
Autor: Maia, Marina Alexandra Silva
Orientador: Biscaia, Constança
Palavras-chave: Adolescentes - Psicologia
Solidão
Vinculação
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente estudo teve como principal objetivo contribuir para a compreensão da experiência de solidão vivenciada pelo adolescente nas suas relações com os pais, os pares e o par amoroso e o significado que atribui à experiência de estar só (aversão ou afinidade à solitude), na sua relação com o padrão de vinculação apresentado face aos pais. A investigação contou com uma amostra de 122 adolescentes (91 do sexo feminino e 31 do sexo masculino) com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos. Foram utilizados dois questionários, o Questionário de Avaliação da Solidão (Bastos, 2005) e o Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe (Gouveia & Matos, 2011). Foi ainda aplicado um questionário sociodemográfico de modo a caraterizar a amostra. Os resultados demonstraram que na adolescência existem maiores valores de solidão na relação com o par amoroso e na relação com os pais. Revelaram que existe diferenças significativas quanto à experiência de solidão na relação com os pais, sendo que esta é mais elevada em adolescentes cujos pais estão divorciados. Por fim, revelam que os padrões de vinculação relacionam-se com a experiência de solidão, na medida em que são influenciados pelos modelos internos do self e dos outros. Os resultados demonstram ainda que adolescentes com padrão de vinculação seguro comparativamente com os restantes padrões apresentam valores superiores na experiência de solidão na relação com os pares sugerindo que também são afetados pela ambivalência quanto ao desejo de autonomia e de continuação da dependência relativamente aos pais.
The present study focuses on understanding the experience of loneliness lived by the adolescent on his relationships with the parents, peers and the romantic partner and the meaning that the adolescent gives to the experience of being alone, (aversion and affinity to solitude) related with the pattern of attachment presented according to the parents. The investigation had the participation of 122 adolescents (91 females and 31 males) with ages between 14 and 18 years old. Two questionnaires have been used, the Questionário de Avaliação da Solidão (Bastos, 2005) and the Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe (Gouveia & Matos, 2011). It was also used a questionnaire regarding the socio-demographic data. The results show that in the adolescence there are more values of loneliness in the relationship with the romantic partner and in the relationship with the parents. They revealed that there are significant differences on the experience of loneliness and relationship with the parents, being the last one higher on adolescents whose parents are divorced. Finally, they reveal that the patterns of attachment are related to the experience of loneliness, as they are influenced by internal models of self and others. The results also show that adolescents with secure attachment compared to the other patterns show higher values on the experience of loneliness in the relationship with peers suggesting that they are also affected by the ambivalence about the desire for autonomy and continued dependence on parents.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18081
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047182_tm.pdf621,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.