Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18086
Título: Influência dos estilos de vinculação a nível de resiliência na manifestação de sintomas de luto prolongado
Autor: Félix, Carolina Inês Vieira
Orientador: Silva, Maria Eugénia Duarte, 1951-
Palavras-chave: Resiliência psicológica
Vinculação
Viúvas
Luto prolongado
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Esta dissertação visa estudar a relação que os estilos de vinculação, definidos por Bawtholomew (1991), e o nível de resiliência têm na manifestação de sintomas de luto, mais concretamente, com os sintomas definidos para o diagnóstico da Perturbação de Luto Prolongado (Prigerson, Vanderwerker, & Maciejewski, 2007). Também é analisada a relação que o apoio social e a perceção da adaptação à viuvez têm com estas variáveis. A uma amostra de 48 viúvas, do sexo feminino e com mais de 60 anos, foram aplicados três instrumentos. Para a avaliação da vinculação foi aplicado o Questionário de Estilo Relacional (Moreira, 2000), utilizou-se a Escala de Resiliência de Connor-Davidson (Faria-Anjos & Ribeiro, 2011) para a avaliação do nível de resiliência e para o estudo dos sintomas de luto foi aplicado o teste Prolonged Grief-Disorder-13 (Delalibera, 2010). Também foi utilizado um questionário sociodemográfico para a recolha de informações desta natureza. Não se encontraram relações significativas entre os estilos de vinculação e o nível de resiliência, com a exceção do estilo Preocupado que parece estar associado a menos resiliência. O estilo Seguro está associado a uma melhor avaliação da adaptação à viuvez, contrariamente aos resultados encontrados com o estilo Preocupado. Os estilos de vinculação Preocupado e Evitante-Receoso avaliam o apoio social, a quantidade e a qualidade de relações familiares e de amizade de forma mais negativa do que o estilo Seguro, que relata maior contacto, melhor qualidade de relações e maior perceção de apoio social. Por último, verificou-se menos manifestações de sintomas de Luto Prolongado no estilo de Vinculação Seguro, e mais manifestações de sintomas nos estilos Preocupado e Evitante-Receoso.
This thesis aims to study the relation that attachment styles, as defined by Bartholomew (1991), and the resilience level have on the manifestation of grief, specifically with symptoms defined for the diagnosis of Prolonged Grief Disorder (Prigerson, Vanderwerker, & Maciejewski 2007) . It is also put under the scope of the analysis, the relationship between social support and perception of one’s own adaptation to widowhood, within these variables. Three instruments were applied to a sample of 48 widow females over 60 years of age. The Relationship Style Questionnaire (Moreira, 2000) was applied to assess the attachment style, the Connor-Davidson Resilience Scale (Faria-Anjos & Ribeiro, 2011) was used in the assessment of the resilience level, and in order to study the grief symptoms the Prolonged Grief-Disorder test (Delalibera, 2010) was applied. To collect information concerning sociodemographic variables a questionnaire was used. There were no significant relationships between attachment styles and resilience levels with the exception to the preoccupied style which seems to be associated with a lower level of resilience. The Secure style is associated with a better assessment of the adaptation to widowhood, contrarily to the results shown by the preoccupied style. Preoccupied and Fearful attachment styles assess the social support amount and the quality of family relationships and friendships in a more negative way than the secure style, which shows more contact, a better relationship quality and a wider perception of social support. At last there were fewer demonstrations of Prolonged Grief Disorder symptoms in the secure attachment style and more symptoms demonstration in the Preoccupied and Fearful styles.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18086
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047183_tm.pdf635,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.