Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1822

Título: Avaliação do estado nutricional e factores associados ao excesso de peso e obesidade de crianças com dois a seis anos de idade, de infantários da freguesia de Corroios
Autor: Santos, Maria da Conceição Maranhão dos
Orientador: Antunes, Maria Augusta da Gama
Marques, Vitor Manuel Rosado
Palavras-chave: Antropologia biológica
Biologia humana
Obesidade
Teses de mestrado
Issue Date: 2010
Resumo: O crescimento e estado nutricional infantil são importantes indicadores de saúde de uma população. Com a modernização e mudanças sócio-culturais ocorrida, as populações têm sofrido alteração estaturo-ponderal, influenciadas por diversos factores: genéticos, ambientais e do estilo de vida. O crescimento e desenvolvimento precisam de ser acompanhados de forma a permitir descobrir possíveis perturbações, o mais precocemente. O aumento da prevalência de excesso de peso e obesidade tornou-se uma preocupação e factor determinante para várias complicações de saúde na infância e na idade adulta. O presente estudo teve como objectivo avaliar o crescimento e estado nutricional em crianças e conhecer a prevalência de excesso de peso e obesidade e o papel de factores socioeconómicos, perinatais e do estilo de vida. A amostra constou de 103 crianças, 53 meninos e 50 meninas, com 2 a 6 anos de idade, em dois infantários privados de Corroios. Os dados foram recolhidos por inquérito e avaliação antropométrica: Determinou-se o IMC e o índice de adiposidade do braço. Adoptaram-se como referências Frisancho (1990), Cole et al (2000) e CDC (2002). As famílias tinham nível socioeconómico médio-alto, hábitos alimentares relativamente saudáveis, 100% das crianças consumia leite diariamente, porém rejeitava legumes, saladas e leguminosas. A maioria tinha peso, estatura, IMC adequados. Contudo, 22% de meninas e 3,8% de meninos tinham excesso de peso e obesidade, segundo referências de Cole et al., (2000). Quanto aos valores z-score de peso, estatura e IMC, o peso mostrou ser influenciado pela escolaridade da mãe e o IMC pela escolaridade do pai. A mudança do estilo de vida, exclusão de factores de risco e monitorização do estado nutricional, são medidas de prevenção e controle do excesso de peso, devendo ser praticadas pela família, escola e política de saúde.
Growth and nutritional status are important indicators of health in human populations. The modernization and socio-cultural changes caused differences in height and weight in populations by the influence of genetic, environmental and lifestyle factors. The growth and development need to be monitored as early as possible to allow finding possible disturbances, The increased prevalence of overweight and obesity in the last decade has become a problem and a risk factor for various health problems in childhood and later in adulthood. This study aimed to evaluate growth and nutritional status of children and the prevalence of overweight and obesity and the role of socioeconomic, perinatal and lifestyle factors. Sample of 103 children, 53 boys and 50 girls, aged between 2 and 6 years of age from two Corroios private preschools were studied. Data were collected by questionnaire to parents and anthropometric assessment of children. We calculated two indices, BMI and arm fat index. Evaluations of growth and nutritional status were done considering three references standards: Frisancho (1990), Cole et al (2000) and CDC (2002). The children come from families of middle-high socioeconomic class, their eating habits were relatively healthy, 100% of the children consumed milk daily, but rejected salads and other vegetables. Most children had weight, height, BMI appropriate for age and sex. However, 22% of girls and 3.8% of boys were overweight or obese, according to the reference of Cole et al., (2000). For values of Z-score, the Z-score of weight was shown to be influenced by maternal education and the Z-score of BMI by father's schooling. Changes in lifestyle, the exclusion of risk factors and monitoring of nutritional status, are measures of prevention and control of overweight and obesity that should be adopted by parents, school and health policies.
Descrição: Tese de mestrado, Biologia (Biologia Humana e Ambiente), 2010, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000585414
http://hdl.handle.net/10451/1822
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22865_ulfc080763_tm.pdf922,21 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE