Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18220
Título: Infidelidades : eu, tu, nós e os outros : estudo de variantes e preditores do envolvimento extra-relacional
Autor: Calhau, Thaysa Alessandra Viegas da Silva, 1977-
Orientador: Moreira, João Manuel, 1964-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Fidelity is still, in the western culture, one of the pillars of love relationships. Infidelity, however, seems to occur quite frequently, having multiple causing factors and several consequences for the couple relationship. A first study was carried out with the goal of contributing to a better understanding of the determinants of judgments about the occurrence of infidelity and its seriousness. Four aspects were identified that determine the assessment of infidelity: affective involvement, physical/sexual contact, innocent behavior and partner consent. More seriousness is attributed when the involvement is deliberate, continued and sexual. Young adults and older people, more religious people and those with a more conservative political position make more severe judgments. In the second study, a contribution for the advancement of the psychological assessment of infidelity was sought. With that goal, the Questionário Multidimensional de Comportamentos Extra-Relacionais (QMCER; Multidimensional Extra-Relational Behaviors Questionnaire) was developed. Its results seem to confirm the predictions of evolutionary psychology regarding the importance of reproductive/sexual strategies and the influence of attachment style upon the meaning of extra-relational behaviors. Three facets of these were found: sexual involvement, affective involvement and sexual desire, and seven factors were derived, which highlight the importance of assessing, in couple therapy, the characteristics and relational goals of infidelity. In the third study, the goal was to understand, at two moments in time, the main dimensions and predictors of the infidelity behaviors found in the sample. The analyses carried out revealed a strong predominance of two predictors: (a) the low quality and investment in the primary relationship, associated to an avoidant attachment style, a lesser degree of autonomous motivation for fidelity and a less conservative political position, and (b) the use of a short-term reproductive strategy, associated with favorable attitudes toward infidelity. It is thought that this thesis has provided for an advancement of knowledge regarding infidelity, with important applications in clinical practice with couples.
A fidelidade parece continuar a ser, na cultura ocidental, um dos pilares das relações amorosas. No entanto, a infidelidade ocorre com bastante frequência, apresentando uma causalidade multifatorial e diversas consequências para a relação de casal. Efetuou-se um primeiro estudo com o objetivo de contribuir para uma melhor compreensão dos determinantes dos julgamentos da ocorrência de infidelidade e da sua gravidade. Foram identificados quatro aspetos que determinam a avaliação de infidelidade: envolvimento afetivo, contato físico/sexual, comportamento inocente e consentimento pelo parceiro. É atribuída maior gravidade quando o envolvimento é deliberado, continuado e sexual. Adultos jovens ou idosos, pessoas mais religiosas e com posicionamento político mais conservador fazem julgamentos mais severos. No segundo estudo, procurou-se contribuir para um avanço na avaliação da infidelidade. Para tal, foi elaborado o Questionário Multidimensional de Comportamentos Extra-Relacionais. Os resultados parecem confirmar os pressupostos da psicologia evolutiva sobre a importância das estratégias reprodutivas/sexuais e a influência do estilo de vinculação no significado dos comportamentos extra-relacionais. Foram encontradas três facetas dos mesmos: envolvimento sexual, envolvimento afetivo e desejo sexual, e foram derivados sete fatores, que reforçam a importância de se avaliar, em terapia de casal, as caraterísticas e os objetivos relacionais da infidelidade. No terceiro estudo, procurou-se compreender, em dois momentos do tempo, as principais dimensões e preditores dos comportamentos de infidelidade encontrados na amostra. As análises efetuadas permitiram verificar um forte predomínio de dois preditores: (a) a baixa qualidade e investimento na relação primária, associadas a um estilo de vinculação evitante, uma menor motivação autónoma para a fidelidade e uma orientação política menos conservadora, e (b) o uso de uma estratégia reprodutiva a curto prazo, associada a atitudes favoráveis em relação à infidelidade. Pensa-se que com esta tese se contribuiu para um avanço do corpo teórico sobre a infidelidade, com importantes aplicações na prática clínica com casais.
Descrição: Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia da Família), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/18220
Designação: Doutoramento em Psicologia da Família
Aparece nas colecções:FP - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd070706_td_Thaysa_Calhau.pdf1,23 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.