Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18254
Título: Problemas de sono em adolescentes com dor crónica
Autor: Rodrigues, Ana Margarida Rosa
Orientador: Barros, Luísa, 1957-
Palavras-chave: Sono
Dor crónica
Adolescência
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: A adolescência é um período de grande desenvolvimento no qual ocorrem alterações significativas a nível do funcionamento cognitivo, comportamental, social e emocional, sendo que também o sono sofre algumas mudanças (Colrain & Baker, 2011). Nesta fase, a prevalência de problemas de sono é bastante significativa e as suas consequências interferem na qualidade de vida dos jovens. A investigação tem demonstrado a importância de compreender os determinantes do sono na adolescência. Por outro lado, os jovens com dor crónica têm maior probabilidade de apresentar uma baixa qualidade de sono Esta investigação teve como objectivo geral a avaliação da dor, qualidade percebida do sono e catastrofização em jovens de uma amostra clinica e de uma amostra comunitária. Foi adaptada a escala de Auto-avaliação da Qualidade do Sono na Adolescência- AQSA (LeBourgeois et al 2005). Foi também utilizada a VAS como medida de dor e a Escala de Catastrofização na Dor – PCS. Integraram a amostra total 80 participantes, com idades entre os 12 e os 18 anos (M=15,58; DP=1,91), sendo que 30 adolescentes compuseram a amostra clinica e 50 a amostra comunitária. A recolha de dados para a amostra clinica teve lugar nas consultas de reumatologia do Hospital de Santa Maria e do Hospital Garcia de Orta. Para a amostra comunitária os dados foram recolhidos online. Os adolescentes demonstram-se mediamente satisfeitos com a qualidade do seu sono, sendo que os adolescentes da amostra clinica reportam qualidade de sono ligeiramente mais baixa. Não se observou associação significativa entre a dor e a qualidade do sono. Em contrapartida a catastrofização revelou uma forte correlação com a qualidade de sono negativa. As maiores dificuldades destes adolescentes prendem-se com a preparação da hora de deitar e com o acordar após uma noite de sono. Estes resultados alertam-nos para a necessidade de investigar de forma mais aprofundada estas associações, de modo a que seja possível intervir de forma adequada nas necessidades desta população, estreitando assim a ponte entre a investigação e a prática clinica.
Adolescence is a period of great development in which changes occur significant level of cognitive functioning, behavioral, social and emotional, and that the sleep also suffers some changes (Colrain & Baker, 2011). At this stage, the prevalence of sleep problems is quite significant and the consequences interfere with the quality of life of young people. The research has demonstrated the importance of understanding the determinants of sleep in . On the other hand alod, young people with chronic pain are more likely to have a low quality of sleep This research had as general objective pain assessment, perceived quality of sleep and catastrophizing." in young people a sample clinic and a community sample. It was adapted to Self-evaluation of the Quality of Sleep in Adolescence- AQSA (LeBourgeois et al 2005). It has also used the VAS as a measure of pain and the Scale of catastrophizing." in Pain - PCS. The sample total 80 participants, with ages between 12 and 18 years (M= 15.58; SD= 1.91), being that 30 adolescents comprised the sample clinic and 50 the Community sample. The collection of data for the sample clinic took place in the consultations of rheumatology of the Hospital of Santa Maria and the Hospital Garcia de Orta. For the Community sample data were collected online. The adolescents are moderately satisfied with the quality of your sleep, being that the adolescents in the sample clinic report sleep quality slightly lower. No significant association was observed between the pain and the quality of sleep. On the other hand the catastrophizing." showed a strong correlation with the quality of sleep negative. The greatest difficulties of adolescents relate to the preparation of bedtime and waking up after a night of sleep. These results alert us to the need to investigate more closely these associations, so that it is possible to intervene in an appropriate manner on the needs of this population, so tying the bridge between research and clinical practice.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18254
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047258_tm.pdf893,91 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.