Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18255
Título: Saliência de papéis e satisfação com os papéis de vida : diferenças intergeracionais
Autor: Reis, Amanda Alves
Orientador: Lima, Rosário, 1959-
Palavras-chave: Gerações
Saliência
Satisfação com a vida
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: A instabilidade organizacional com que as organizações se veem hoje obrigadas a lidar, leva-as a atribuírem cada vez mais importância à satisfação dos seus colaboradores. Por outro lado, apesar do trabalho continuar a ser central na vida das pessoas, independentemente das diferenças intergeracionais, cada vez mais o desempenho dos outros papéis deve ser contemplado com vista à satisfação no trabalho e ao bem estar dos indivíduos . Neste sentido, o estudo da relação entre saliência e satisfação dos diversos papéis de vida, torna-se relevante para a estratégia organizacional de modo a dar uma resposta mais adequada aos seus colaboradores. A presente investigação visa estudar a relação entre a Saliência de Papéis e a Satisfação com os Papéis de Vida, bem como comparar as diferenças observadas ao nível das três gerações (Geração Y, Geração X e Geração Baby Boom) atualmente inseridas no mercado de trabalho. Para a recolha dos dados, utilizaram-se o Inventário sobre a Saliência das Atividades e a Escala de Satisfação com os Papéis de Vida, aplicados a uma amostra aleatória de 116 participantes. Os resultados obtidos revelam que a satisfação no papel de trabalho encontra-se fortemente relacionada com a saliência desse mesmo papel na vida dos indivíduos, mas que a relação entre a saliência dos papéis e a satisfação destes diverge a nível geracional, não se podendo assumir a mesma influência e resultados para cada uma das gerações. No final são discutidos os contributos do presente estudo, as suas limitações e possíveis linhas de investigação futuras.
The instability that organizations are forced to deal with these days, guides them to attribute more and more importance to their employees’ satisfaction. On the other side, although work continues to assume the center stage of peoples’ life, despite the generational differences, more and more performance on other life roles has to be looked at while contemplating work satisfaction and personal well being. This way, the study of the relationship between life roles salience and satisfaction becomes relevant for the organizational strategy, in order to respond adequately to their employees needs. The present investigation aims to study the relationship between Role Salience and Satisfaction with Life Roles, while comparing the differences observed across the 3 generations (Generation Y, Generation X and Generation Baby Boom) currently in the workforce. The Salience Inventory and the Scale of Satisfaction with Life Roles were the tools of choice, applied to a random population of 116 participants. The results show that satisfaction in the role of work is strongly related with work salience, but that the relation between role satisfaction and role salience differs by generation, not allowing us to admit the same influence and results for every generation. In the end there’s a discussion on the contributions of the present study, its’ limitations and suggestions for future research lines.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18255
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047254_tm.pdf685,57 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.