Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18262
Título: Propriedades óticas de sistemas cerâmicos de alta resistência : estudo laboratorial
Autor: Roque, João Carlos da Silva, 1967-
Orientador: Portugal, Jaime, 1969-
Santos, Luís Filipe da Silva dos
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2014
Data de Defesa: 2015
Resumo: A presente tese inclui quatro estudos laboratoriais de materiais cerâmicos comercialmente usados em prótese dentária, tendo por objetivo estudar o comportamento ótico dos sistemas cerâmicos de alta resistência. Foram avaliados seis sistemas de alta resistência de zircónia, com infraestrutura de 0,4 mm de espessura e com 1,6 mm de espessura final, que foram comparados com um sistema de infraestrutura em alumina, na sua capacidade de transmitância (%T) e na diferença de cor (∆E*) para uma cor padrão, quando aplicados sobre oito fundos diferentes, representativos dos substratos possíveis em ambiente oral. No primeiro estudo, comparou-se o comportamento do sistema com estrutura de alumina (NPALU) com os de estrutura de zircónia branca (NPZRW) e de zircónia colorida (médium) (NPZRC), todos da marca Nobelprocera, recobertas com três técnicas de recobrimento (estratificação, injeção/estratificação e injeção/pintura). Verificou-se que o recobrimento com as três técnicas faz diminuir a %T das estruturas e condiciona o efeito que os fundos podem ter na cor final das restaurações. As três técnicas apresentam o mesmo comportamento nos sistemas de zircónia, comportamento esse que é distinto no sistema de alumina. A técnica de injeção/pintura foi aquela que não permitiu obter resultados de ∆E* dentro do limite de aceitabilidade clínica enquanto que a técnica de estratificação apresentou os melhores resultados para qualquer um dos três sistemas, permitindo mesmo que os sistemas de zircónia tenham resultados de ∆E* dentro do limite de imperceptibilidade, independentemente do fundo. Esta técnica foi, assim, a opção considerada para os restantes estudos da tese. No segundo estudo foram utilizados três sistemas de zircónia branca, um da marca NobelProcera (NPZRW) e dois da marca Zirkonzahn (ZZRTW e ZZRPW) bem como os seus equivalentes em zircónia colorida (NPZRC, ZZRTC e ZZRPC), comparados com o sistema de alumina (NPALU), num total de sete sistemas. Observou-se que as estruturas de zircónia colorida são menos translúcidas que as suas equivalentes brancas e todas elas bastante menos que a alumina. Apesar da diferente translucidez das estruturas em restaurações com iv 1,2 mm de cerâmica de recobrimento qualquer um dos sistemas estudados permite alcançar restaurações com ∆E* dentro do limite de aceitabilidade clínica, independentemente do fundo. No entanto, só dois dos sistemas (NPZRW e NPZRC) se situam abaixo do limiar de perceptibilidade. Nos fundos Ag-Au-Pt e zircónia o sistema de alumina registou melhor desempenho que qualquer um dos sistemas de zircónia. No terceiro estudo, só com sistemas com estrutura colorida (NPALU, NPZRC, ZZRTC e ZZRPC) verificou-se que a não utilização de cerâmica de “liner” aumenta a translucidez das restaurações o que implica uma maior influência dos fundos no ∆E* das restaurações, ultrapassando o limite de aceitabilidade clínica para a maioria deles. As estruturas coloridas por si só não são um garante de maior facilidade na obtenção da cor de uma restauração. No quarto e último estudo, um protocolo de queima modificado (com incremento lento e arrefecimento lento) mostrou um aumento e uniformização da translucidez dos sistemas de alta resistência (NPALU, NPZRW, ZZRTW e ZZRPC) e um aumento do ∆E* das restaurações, sendo este menos acentuado no sistema de zircónia colorida estudado.
Descrição: Tese de doutoramento, Ciências e Tecnologias da Saúde (Prótese Dentária), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Dentária, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18262
Designação: Doutoramento em Ciências e Tecnologias da Saúde
Aparece nas colecções:FMD - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd070746_td_Joao_Roque.pdf35,85 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.