Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18274
Título: Religião e sociedade no Municipium Olisiponense
Autor: Reis, Sara Henriques dos
Orientador: Guerra, Amílcar
Palavras-chave: Romanos - Portugal
Inscrições latinas - Lisboa (Portugal)
Religião romana - Portugal
Culto imperial
Romanização - Portugal
Portugal - Religião
Lisboa (Portugal) - História - Antiguidade
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: A presente dissertação visa desenvolver um atualizado estudo sociológico baseado no levantamento e inventário das entidades religiosas do município olisiponense. As fontes epigráficas utilizadas limitam-se a um conjunto de cerca de 65 exemplares, essencialmente concentrados nas áreas de Lisboa, Sintra, Cascais e Torres Vedras. Para tal, levou-se a cabo a tarefa de revisão, sistematização e análise crítica dos dados compilados tendo em conta por um lado, as questões religiosas e cultuais e, por outro, a realidade social ligada aos respetivos cultos. Num prisma de revisão da vastíssima produção historiográfica realizada sobre a questão na última centúria, pretende-se essencialmente compreender por um lado, de que modo se estabeleciam as interações culturais entre o mundo rural e o urbano que levaram a diferentes posturas religiosas e, por outro, explorar a dicotomia divindades romanas/divindades hispânicas, dois mundos cultuais completamente distintos. Neste âmbito, pretende-se identificar e distinguir os cultos oficiais dos cultos privados, numa tentativa de se descobrir até que ponto as supostas dicotomias público/privado e cidade/campo refletiram e influenciaram o sagrado. Outros aspetos importantes para esta análise consistiram na dispersão de cada culto no município, permitindo compreender que divindades foram cultuadas em meio urbano, rural ou em ambos; o cariz público ou privado do voto; e o perfil social dos seus cultuantes. Seguidamente é apresentada uma introdução geral aos aspetos mais importantes da ideologia do culto imperial, atendendo especialmente ao seu significado e cronologia, e ao rumo que seguiu a sua implantação. Neste contexto, destaca-se a questão da relação entre a devotio ibérica e as origens do culto ao imperador; o seu verdadeiro alcance cívico; o conteúdo ritual; e os principais agentes dinamizadores do mesmo, incluindo-se neste capítulo as características de cada sacerdócio (distribuição geográfica, cronologia, critérios de eleição, etc.), a evolução que experimentou o objeto de culto (testemunhado através das titulaturas dos sacerdotes) e o perfil social dos indivíduos eleitos (sempre pertencentes a elites desejosas de promoção social). Pretende-se também aqui aclarar a distinção entre os cargos de Augustalis, Seuir Augustalis e Seuir, uma vez que parece que, escondida por detrás da grande diversidade de títulos, se ocultava apenas uma única instituição. Note-se, por fim, que durante a elaboração da presente dissertação foi também tida em consideração a identificação de novos achados, conjuntamente apresentados com um amplo leque de novas propostas de leitura.
Abstract: This project is, first and foremost, an opportunity to conduct an in-depth review of the entire corpus of epigraphic materials relating to deities and cults in roman Lisbon. The main objective consisted in reviewing a wide range of documentation classified as Latin votive epigraphy. This task resulted in an exhaustive inventory of the theonymic forms that have a solidy established credibility, in order to develop an updated sociological study. The epigraphic sources used are confined to a set of about 65 pieces, essentialy focused in the Lisbon, Sintra, Cascais and Torres Vedras areas. In a reviewing perspective of the vast historiographic production made in the last century, it´s intended to understand on one hand, in wich way the cultural interactions were established between the urban and the rural world, wich led to different religious postures; and on the other hand, to explor the dicothomy between roman deities and Hispanic deities, two completely distinct cultural worlds. In this context, it’s intended to identify and distinguish the official cults of the private ones, in an attempt to discover to wich point the public/private and city/country dicothomies reflected and influenced the sacred. Another important aspect in this analisys consisted on the dispersion of each cult in the city, allowing to understand wich deities were worshiped in urban, rural or both environments, with public ou private nature, and also the social profile of its worshipers. In addiction, is presented a general introduction to the most important aspects from the imperial cult, with particular attention to their chronology and the direction that followed their implementation. In this context, stands out the question of the relationship between the devotio iberica and the origins of the imperial cult; the achieve of their civic range; their ritual content; and their dynamical key-agents, including in this chapter the characteristics of each priesthood (geographical distribution, chronology, election criteria, etc.); the developments that experienced the cult object (witnessed through the titles of priests); and the social profile of the elected individuals (belonging to elites who always seek for social promotion). It´s also intended to clarify the distinction between the posts of Augustalis, Seuir Augustalis e Sevir since it appears that, hidden behind a wide variety of titles, concealed only a single institution. During the preparation of this dissertation was also taken into account the identification of new findings, jointly presented with a wide range of new reading proposals.
URI: http://hdl.handle.net/10451/18274
Designação: Mestrado em Arqueologia
Aparece nas colecções:FL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl183080_tm.pdf3,19 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.