Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18327
Título: Bem-estar psicológico e recursos contextuais e pessoais em adolescentes de uma escola particular portuguesa
Autor: Carvalho, Nuno Alexandre da Camera Archer de, 1977-
Orientador: Veiga, Feliciano
Palavras-chave: Bem-estar psicológico
Desenvolvimento juvenil
Desenvolvimento pessoal e social
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Enquadramento: A escola é um contexto privilegiado para a promoção do desenvolvimento positivo dos adolescentes. Duas linhas de investigação têm investido numa abordagem compreensiva do desenvolvimento. A primeira, no âmbito da psicologia positiva, dos modelos de bem-estar e da eudaimonia, enfatiza a multidimensionalidade do bem-estar e é conhecida como bem-estar psicológico. A segunda, no âmbito das teorias sistémicas do desenvolvimento e do Positive Youth Development, identifica um conjunto de forças do contexto (recursos externos) e do próprio adolescente (recursos internos), conhecidos como recursos de desenvolvimento pessoal ou “developmental assets”. Objetivos: Aprofundar a investigação teórica e empírica do bem-estar psicológico e dos recursos de desenvolvimento, externos e internos, permitindo um maior conhecimento dos alunos e melhor compreensão do potencial da escola no desenvolvimento dos adolescentes. Método: A amostra incluiu 201 alunos do 6º, 9º e 11º ano de uma escola particular de Lisboa; como instrumentos de avaliação, foi utilizada a escala “EBEP-Adolescentes” (Fernandes, 2007), para a avaliação do bem-estar psicológico, e a escala “Developmental Assets Profile” (Search Institute, 2005), adaptada ao contexto português para a avaliação dos recursos de desenvolvimento. Resultados: O bem-estar psicológico correlacionou-se, significativamente, com os recursos de desenvolvimento contextuais e pessoais. Registou-se uma diminuição significativa dos recursos de desenvolvimento, do 6º ano para o 9º e o 11º ano, sem oscilações significativas para o bem-estar psicológico global. Encontraram-se correlações estatisticamente significativas, entre o bem-estar psicológico e cada uma das seguintes variáveis: compromisso com a aprendizagem, nota a português e participação em atividades de solidariedade. O mesmo tipo de correlações ocorreu entre os recursos de desenvolvimento, as variáveis referidas e o envolvimento em atividades extracurriculares. Conclusões: Os resultados apresentam-se em conformidade com a literatura revista, justificando a pertinência teórica e empírica do bem-estar psicológico e dos recursos de desenvolvimento e a sua importância no desenvolvimento dos adolescentes. Foram analisadas algumas implicações para a prática educativa e feitas algumas sugestões para estudos futuros.
Context: School is a privileged context for the promotion of youth positive development. There are two main lines of investigation that have invested in a comprehensive approach to development. The first, in the range of Positive Psychology, of well-being and eudaimonia models, emphasizes the multiple dimensions of well-being and is known as psychological well-being. The second, following systemic development theories and Positive Youth Development, identifies a number of strengths in context (external assets) and of the adolescent (internal assets), known as personal developmental assets. Goals: To deepen the theoretical and empirical investigation on psychological well-being and developmental assets, external and internal, allowing a greater knowledge of students and a better understanding of the school’s potential in the development of adolescents. Method: The study included 201 students from the 6th, 9th and 11th grades from a private school located in Lisbon. Data collection used as instruments the “EBEB – Adolescentes” for the evaluation of psychological well-being (Fernandes, 2007) and the scale Developmental Assets Profile (Search Institute, 2005), adapted to the Portuguese context, for the evaluation of developmental assets. Results: Psychological well-being correlated significantly with context and personal developmental assets. There was a significant decrease of developmental assets from the 6th to the 9th and 11th, without significant changes for the global psychological well-being. There were correlations with statistic significance between psychological well-being and each of the variables: school engagement, grades in Portuguese and participation in solidarity activities. The same kind of correlations occurred between developmental assets, the variables already mentioned and the involvement in extracurricular activities. Conclusions: The findings agree with the scientific literature that was reviewed, justifying the theoretical and empirical pertinence of psychological well-being and developmental assets and its importance in adolescent development. Some implications for the educational practice were analysed and suggestions for future research were made.
Descrição: Dissertação de mestrado, Educação (Área de especialização em Formação Pessoal e Social), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/18327
Designação: Mestrado em Educação
Aparece nas colecções:IE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047281_tm.pdf3,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.