Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18341
Título: Pensamento e Linguagem
Autor: Silva, Rui
Palavras-chave: Pensamento
Linguagem
Linguagem do Pensamento
Relatividade Linguística
Percepção
Data: 2014
Editora: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
Citação: Branquinho,J. e Santos,R. (eds), Compêndio em Linha de Problemas de Filosofia Analítica. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
Resumo: A relação entre pensamento e linguagem é um problema filosófico tradicional que tem sido objeto de debates aprofundados na filosofia analítica entre aqueles que defendem que o pensamento requer linguagem e os seus adversários mentalistas que afirmam a existência de pensamento não-linguístico. Um representante típico da primeira posição (lingualismo) é Davidson, o qual considera ser possível demonstrar filosoficamente a existência de uma conexão entre conceito, crença e linguagem. Pelo contrário, mentalistas como Fodor, apesar de defenderem que o pensamento se assemelha a uma linguagem (a “linguagem do pensamento”), por ser constituído por símbolos ou representações mentais com uma sintaxe e semântica combinatória, afirmam o primado do pensamento sobre a linguagem natural, bem como a possibilidade de pensamento em seres não-linguísticos. A reflexão sobre este problema deve ser empiricamente informada, razão pela qual são tidos em consideração contributos do domínio da ciência cognitiva.
Abstract: The relation between thought and language is a traditional philosophi - cal problem that has been object of in-depth debates in the analytic phi - losophy between those who claim that thought requires language and their mentalist opponents, who defend the existence of nonlinguistic thought. A typical representative of the first position (lingualism) is Davidson, who claims that it is possible to demonstrate philosophically the existence of a connection between concept, belief and language. On the contrary, mentalists like Fodor, in spite of claiming that thou - ght is similar to a language (the “language of thought”), in the sense that it is constituted by symbols or mental representations with a com - binatorial syntax and semantics, defend the primacy of thought over natural languages, as well as the possibility of thought in nonlinguistic creatures. The reflection on this problem must be empirically infor - med, and for this reason the paper takes into account contributions from the domain of cognitive science.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/18341
ISBN: 978-989-8553-22-5
Versão do Editor: http://www.compendioemlinha.com/uploads/6/7/1/6/6716383/silva_2014_pensamento_e_linguagem.pdf
Aparece nas colecções:FL-DF - Compêndio em Linha de Problemas de Filosofia Analítica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
silva_2014_pensamento_e_linguagem.pdf225,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.