Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18348
Título: A cibernética e o problema do conhecimento sem corpo
Autor: Martins, Renato
Orientador: Alves, Pedro M. S.
Palavras-chave: Cibernética
Internet
Comunicação - Filosofia
Teoria do conhecimento
Teoria da informação
Associacionismo
Representação (Filosofia)
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente trabalho tem como objectivo estudar mais aprofundadamente o conhecimento proposto pela teoria cibernética da génese, com incidência especial em Norbert Wiener. Com este estudo, pretende-se encontrar uma localização da cibernética dentro da história da filosofia. Iremos tentar explorar os pontos de contacto, partindo do debate clássico da teoria do conhecimento entre racionalistas e empiristas, isto porque, normalmente, as ciências computacionais dão ênfase a aspectos de cognição que remetem para uma razão pura do pensar, própria da teoria cibernética original. Com o estudo de Wiener, mas também de Simon, entre outros, iremos explorar a importância do ambiente e da associação de ideias para a construção de uma teoria da informação onde fica a faltar o elemento corpo. Será neste ponto que iremos encontrar obstáculos ao conhecimento proposto pela teoria da informação, cujo crítico que estudaremos é Hubert Dreyfus. Deste último, iremos tentar perceber como o pensamento de Merleau-Ponty, mas também de Bergson, já conheciam problemas relativos à associação de ideias e à ausência de corpo no conhecimento da realidade. O sem-corpo na cibernética não deve ser confundido com entidades metafísicas como as almas, tal como estudadas pela patrística e escolástica, mas sim como entidades cognoscíveis da realidade simbólica, cujas qualidades não são unas e distintas, mas construídas e não acabadas. É a este ponto que chega o Eu cibernético. Por essa razão, iremos estudar a importância da percepção como associação intelectiva e da memória como, não só, armazenamento da percepção, mas também como capacitante de projecção no real ao ponto de construí-lo em formato intelectual. Deste último ponto, teremos necessidade de explorar o representacionalismo, entendendo-o como a criação de estruturas simbólicas que se possam associar virtualmente, potenciando a organização. É deste representar que surge a internet e o ciberespaço – como suporte de estabelecimento de um conhecimento identificável, sem risco ou compromisso.
Abstract: The purpose of this work is the deepening of the study of cybernetic theory on its genesis, regarding especially Norbert Wiener. This study pretends to find the place of cybernetics inside the history of philosophy. We will locate the main topics inside the classic debate between rationalists and empiricists in the theory of knowledge, because, normally, cognitive science considers aspects of cognition that leads to the concept of pure reasoning. With the study of Wiener, as well as Simon, amongst others, we will explore the relationship between ambience and association of ideas for the conceptualization of a theorie of information where it lacks the body element. In this last topic we will find adversities to knowledge as proposed by the theorie of information, criticized by Hubert Dreyfus. From here, we will try to understand how the thought of Merleau-Ponty as well as Bergson already realized problems related to the association of ideas and body absence in the knowledge of reality. The disembodied in cybernetics must not be confused with the metaphysical entities as souls, but as cognoscible entities of symbolic reality at which qualities are not united and distinct but builted and unfinished. This is the definition of the cybernetics self. For this reason, we will study the importance of perception as intellection and memory as association, not only for storage, but also as capable of projection, re-building it as an intellectual form. From this point of view we will need to study representacionalism as a building of symbolic forms capable of virtual association regarding organization. It is this way of representation, and not presentation, that arises in internet and cyberspace – as a support of establishment of an identifiable knowledge without risk and commitment.
URI: http://hdl.handle.net/10451/18348
Designação: Mestrado em Filosofia
Aparece nas colecções:FL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl174675_tm.pdf1,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.