Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18421
Título: Relações entre a aprendizagem da leitura-escrita e hábitos de leitura, sono e atividades de tempos livres
Autor: Alves, Inês Pereira
Orientador: Verhaeghe, Arlette, 1951-
Fernandes, Sandra
Palavras-chave: Tempos livres
Hábitos de sono
Leitura - Portugal
Escrita
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Este estudo incide sobre a análise dos hábitos de sono, leitura e atividades de tempos livres em crianças em idade escolar e sobre a influência que os fatores mencionados exercem na aquisição da literacia. Esta investigação foi realizada com uma amostra de 40 alunos do 2º e 4º ano de escolaridade de um estabelecimento de ensino privado de Lisboa. A recolha de dados foi realizada através da aplicação de um questionário sobre os hábitos de sono, leitura e atividades de tempos livres aos Encarregados de Educação das crianças da amostra em estudo, e da aplicação de um conjunto de testes e tarefas de desempenho em atividades de leitura e escrita. A análise de dados foi desenvolvida através das técnicas de estatística descritiva, comparação de médias de amostras independentes (Teste-t Student) e análise de variância (ANOVA multivariada). Verificou-se uma evolução no score dos resultados em todas as provas de leitura e escrita do 2º para o 4º ano. Através da análise fatorial das questões apresentadas no questionário, procedemos à extração de 6 fatores: índice de motivação/estimulação para a leitura, índice de atividades de leitura extra-escolares, índice de atividades tecnológicas, índice de atividades não tecnológicas, índice de hábitos de sono e índice de perturbação do sono. No que diz respeito à influência dos diferentes fatores considerados, a saber, foram encontradas diferenças estatisticamente significativas ao nível do 2º ano, nomeadamente no que se refere ao índice que discrimina/identifica crianças mais motivadas/estimuladas para a leitura e que fazem desta uma atividade extra-escolar. Confirmámos então que crianças mais motivadas apresentaram melhores resultados no teste de idade de leitura. Ao nível dos índices relacionados com o sono verificámos que crianças com melhores hábitos de sono revelaram uma maior velocidade na escrita de letras do alfabeto. No entanto, contrariamente às expectativas, as crianças que apresentaram um índice mais elevado de perturbação do sono (dormir na cama dos pais, por exemplo), também revelaram este mesmo padrão, e demonstraram melhores resultados na tarefa de escolha ortográfica.
The aim of this study is to analyze the sleep habits, reading and free time activities in school-age children and the influence of these factors play in the acquisition of literacy. This research was conducted with a sample of 40 students in 2nd and 4th grade of a private school in Lisbon. Data collection was conducted through the application of a questionnaire about sleep habits, reading and free time activities, and by the application of a set of performance tests and tasks in reading and writing activities. The data analysis was developed through descriptive statistics, comparing means of independent samples (Student's t-test) and variance analysis (multivariate ANOVA). There was a score evolution in all the tests of reading and writing from the 2nd to the 4th year. Through factor analysis of the questions in the questionnaire, we proceed to the extraction of six factors: motivation/stimulation index for reading, extra-curricular reading activities index, technological activity index, non-technological activities index, habits sleep index and sleep disturbance index. The results showed statistically significant differences at the 2nd year level, regarding to the influence of different factors considered, namely the index to discriminate/identify more motivated/ stimulated children for reading and makes this an activity out of school. The results also confirmed that more motivated children performed better on the reading age test. The level of sleep-related indexes found that children with better sleep habits revealed a higher speed on writing letters of the alphabet. However, contrary to expectations, children who had a higher rate of sleep disturbance (sleeping in the parental bed, for example), also showed the same pattern, and showed better results in the task of spelling choice.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/18421
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047300_tm.pdf1,08 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.