Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/18439
Título: Características mineralógicas e geoquímicas de exalitos siliciosos inclusos nas sequências vulcano-sedimentares de Ervidel-Roxo e Figueirinha-Albernoa (Faixa Piritosa Ibérica): seu significado na prospecção de sulfuretos maciços polimetálicos
Autor: Godinho, Erica dos Santos
Orientador: Figueiras, Jorge Manuel Verdilhão, 1955-
Palavras-chave: Exalitos
Fosfatos de REE
Faixa Piritosa Ibérica
Sulfuretos maciços polimetálicos
Prospecção mineral
Novos guias de prospecção
Relatórios de estágio de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: A Faixa Piritosa Ibérica (FPI) é considerada uma das maiores províncias metalogenéticas a nível mundial, hospedando numerosos depósitos de sulfuretos maciços de grande tonelagem. Os exalitos em estudo integram-se nas sequências vulcano-sedimentares dos eixos de Ervidel-Roxo e Figueirinha-Albernoa, localizados no ramo Norte da FPI. Os objectivos deste estudo visaram sobretudo a caracterização petrográfica, mineralógica e geoquímica detalhada de diversos exemplares de rochas quimiogénicas tendo como propósito máximo o estabelecimento de critérios-guia, úteis à prospecção mineral de sulfuretos maciços. Os exalitos destas sequências vulcano-sedimentares de Ervidel-Roxo e Figueirinha-Albernoa, têm génese hidrotermal e mostram evidências para a actuação de pelo menos um evento hidrotermal anterior ao pico de deformação (praticamente simultâneo ao pico metamórfico), ao qual se associa a precipitação de clorite, moscovite/sericite, (hidr)óxidos de Mn, pontualmente albite e, nos domínios onde se estabeleceram condições redutoras, precipitação de magnetite e sulfuretos. O metamorfismo, na fácies dos xistos verdes ou, localmente, xistos verdes alta, reforçou os fenómenos de instabilização mineral, iniciados anteriormente por um episódio de dissolução da sílica, sendo este o responsável pela mobilização de conteúdos de REE e P das sequências metassedimentares encaixantes, os quais precipitaram nos exalitos sob formas minerais próprias, geralmente fosfatos de REE. Um rejuvescimento hidrotermal tardio, posterior ao pico de deformação, atingiu temperaturas da ordem dos 450-500°C, e revelou-se um evento vigoroso e prolongado no tempo, visto ser na sua dependência que se verificaram as evidências mais intensas de mobilização de elementos, nomeadamente de P, REE, Y, Ca, As, S, Na, K, Fe, Mg, Mn, Ba e Si. A associação dos padrões de enriquecimentos multi-elementares e REE face ao fundo regional, complementadas pelas indicações petrográficas, permitiram traçar uma zonalidade para a região de Ervidel-Roxo, que parece poder ser um bom critério guia da proximidade a horizontes mineralizados desconhecidos. Este potencial guia de prospecção mineral necessita de validação por estudos de detalhe e merece exploração futura.
The Iberian Pyrite Belt (IPB) is considered one of the largest world metalogenetic provinces and hosts abundant massive sulphides giant deposits. The exhalites in this study are found in the volcano-sedimentary sequences of Ervidel-Roxo and Figueirinha-Albernoa volcanic axes in the Northern branch of IPB. The purposes of the study are a detailed petrographic, mineralogical and geochemical characterization of some exhalites in order to find new exploration guides, for massive sulphides. The exhalites in the volcano-sedimentary sequences of Ervidel-Roxo and Figueirinha-Albernoa have an hydrothermal related genesis and display evidence for at least one hydrothermal event prior to the deformation peak (coeval to the metamorphic peak), responsible for the precipitation of chlorite, muscovite, manganese (hydr)oxides, occasionally albite and, where reduced conditions existed, also of magnetite and sulphides. The metamorphic event reveals a green-schist to high green-schist facies and is responsible for further mineral instability, previously initiated by an event of silica dissolution, which leads to REE and P mobilization from the metasedimentary host sequences to the exhalites where precipitation occurs mainly as REE phosphates. Later hydrothermal rejuvenation, after the deformation peak, reaches temperatures around 450-500°C and was strong and longstanding, as can be seen by the strongest evidence for elements mobilization, namely P, REE, Y, Ca, As, S, Na, K, Fe, Mg, Mn, Ba and Si. The association of enrichment patterns in spider diagrams and C1-normalized REE diagrams relative to background, complemented by petrographic characterization, revealed a concentrically zoned pattern in Ervidel-Roxo region, which seems to be a good exploration guide to unknown mineralized domains. This potential exploration guide needs to be validated by detailed studies and deserves future research.
Descrição: Relatório de estágio de mestrado em Geologia Económica, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/18439
Designação: Mestrado em Geologia Económica
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc114338_tm_Erica_Godinho.pdf7,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.