Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Educação (IE) >
IE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1882

Título: Formação inicial de professores de ciências : estudo de práticas pedagógicas e de aprendizagens
Autor: Santos, Ana Sofia Queirós Friaças da Silva
Orientador: Morais, Ana Maria, 1939-
Palavras-chave: Didáctica das ciências
Formação inicial de professores
Práticas pedagógicas
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: Este estudo faz parte de um projecto mais amplo desenvolvido pelo Grupo ESSA do Centro de Investigação em Educação e cujo objectivo principal foi estudar práticas pedagógicas ao nível da formação inicial de professores e a sua influência na aquisição de conhecimentos e competências pelos alunos futuros professores. O projecto focou-se em disciplinas das áreas das metodologias do ensino das ciências. O projecto teve como ponto de partida informações obtidas em estudos anteriores no contexto do Grupo ESSA e também em outros estudos. Estes estudos apontavam para determinados conhecimentos e competências que os futuros professores devem adquirir de modo a poderem conduzir os seus alunos a um elevado nível de literacia científica, nomeadamente, construção da ciência, exigência conceptual (ao nível de competências e conhecimentos) e trabalho experimental. Ao estudarem as teorias da instrução, os futuros professores devem adquirir conhecimentos e competências relacionados com uma prática pedagógica mista, definida em estudos anteriores (ex. Morais & Neves, 2009) como tendo potencialidades para conduzir todos os alunos, de diferentes níveis de ensino (desde o primeiro ciclo ao ensino secundário), ao sucesso escolar, nomeadamente em competências cognitivas complexas. O principal objectivo do presente estudo foi investigar em que medida práticas pedagógicas na formação inicial de professores com características paralelas à prática pedagógica mista podem conduzir os alunos futuros professores a adquirir esses conhecimentos e competências. Teoricamente, o estudo baseou-se em ideias das áreas da psicologia (Vygotsky, 1978), da epistemologia (Ziman, 1984) e da sociologia (Bernstein, 1977, 1990, 1996a, 1996b). A teoria do discurso pedagógico de Bernstein foi o principal quadro teórico de referência do estudo e permitiu elaborar instrumentos de caracterização da prática pedagógica e entrevistas para averiguar a orientação específica de codificação (OEC) e as disposições sócio-afectivas (DSA) dos alunos. A entrevista contemplou os seguintes aspectos: (1) construção da ciência, exigência conceptual ao nível das (2) competências e dos (3) conhecimentos, (4) trabalho experimental, (5) selecção, (6) critérios de avaliação e (7) intradisciplinaridade. Os últimos três aspectos estão relacionados com a teoria de instrução e foram características consideradas na prática pedagógica mista. A amostra foi constituída por duas turmas da disciplina de Didáctica das Ciências, uma para alunos de Biologia/Geologia e outra para alunos de Física/Química, e pelas respectivas professoras. Usou-se uma metodologia de investigação mista que recorreu a abordagens quantitativas e qualitativas, dependendo de momentos específicos do estudo. O estudo mostrou que o modelo de prática pedagógica testado permitiu uma discriminação fina entre as práticas das professoras. A análise da relação entre a prática pedagógica das professoras e a aprendizagem dos alunos, obtida pela sua OEC, revelou que a proximidade à prática pedagógica mista, que se verificou numa das professoras, conduziu a uma maior aprendizagem dos alunos nos primeiros quatro aspectos estudados. No entanto, a influência da prática não foi, em geral, tão evidente nos últimos três aspectos. Esta discrepância é discutida na tese e são colocadas hipóteses explicativas. A análise da influência relativa da OEC e das DSA dos alunos no seu desempenho não conduziu a resultados conclusivos. No caso da primeira professora, todas as suas alunas tinham DSA positivas e no caso da segunda professora surgiram uma variedade de padrões contraditórios. Apesar disso, foi claro no estudo que as DSA se revelaram como um factor de discriminação entre alunos. Estes resultados são discutidos na tese e colocam-se hipóteses explicativas. Este projecto constitui-se como a primeira investigação ao nível da formação inicial de professores, dentro da abordagem seguida pelo grupo ESSA, e deve por isso ser considerado como o primeiro passo para futuras investigações. Os instrumentos podem ser adaptados a estudos realizados em outros contextos e em disciplinas diferentes.
This study is part of a broader project developed by the ESSA Group of the Centre for Educational Research and whose main objective was to study pedagogic practices at the level of initial teacher education and their influence on students‘ acquisition of pedagogic knowledge and competences. The project was focused on disciplines of the areas of methodologies of science education. The project started from information obtained in former studies carried out by the ESSA group and also in other studies. These studies have pointed out to specific knowledge and competences that future teachers should acquire in order that they can lead their own students to high levels of scientific literacy, namely science construction, conceptual demand (at the level of both competences and knowledge) and experimental work. When studying theories of instruction, students should acquire knowledge and competences related to a mixed pedagogic practice, defined in former studies (ex. Morais & Neves, 2009), as leading all students of various schooling levels (primary to secondary school) to school success, namely in complex cognitive competences. The broad aim of the present study was to investigate the extent to which pedagogic practices of initial teacher education with characteristics similar to the mixed pedagogic practice can lead students-teachers to acquire those knowledge and competences. Theoretically, the study was based on psychology (Vygotsky, 1978), epistemology (Ziman, 1984) and sociology (Bernstein, 1977, 1990, 1996a, 1996b). Bernstein theory of pedagogic discourse constituted the main framework of the study and was used to construct instruments to characterize teachers‘ pedagogic practice and interviews to appreciate students‘ specific coding orientation (SCO) and socio-affective dispositions (SAD). The interview was focused on the following aspects: (1) science construction, conceptual demand in terms of (2) competences and (3) knowledge, (4) experimental work, (5) selection, (6) evaluation criteria and (7) intradisciplinarity. The last three aspects relate to the theory of instruction and were characteristics considered in the mixed pedagogic practice. The sample was made up of two classes of the discipline Didactic of Sciences, one for Biology/Geology students and another for Physics/Chemistry students, and respective teachers. A mixed methodology research was used with both quantitative and qualitative approaches, according to specific aspects of the study. The study showed that the model of pedagogic practice tested allowed a fine discrimination between teachers‘ practices. The analysis of the relation between teachers‘ pedagogic practice and students learning, as given by their SCO, showed that the approximation to the mixed pedagogic practice which occurred with one of the teachers led to higher students learning in the case of the four first aspects studied. However, this influence was not, in general, so evident in the case of the other three aspects. This discrepancy is discussed in the thesis and explanatory hypotheses are raised. The analysis of the relative influence of students SCO and SAD on students‘ performance did not lead to conclusive results. In the case of the first teacher all her students had positive SAD and in the case of the second teacher a variety of contradictory patterns occurred. Nevertheless, it was clear in the study that SAD were a discriminatory factor between students. These results are discussed in the thesis and explanatory hypotheses are raised. This project represents the first time initial teacher education is investigated within the approach followed by the ESSA Group and as such should be regarded as a first step calling for further studies. Instruments can be adapted to studies made in other contexts and with other disciplines.
Descrição: Tese de mestrado, Ciências da Educação (Didáctica das Ciências), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/1882
Appears in Collections:IE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp035645_tm.pdf3,74 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia