Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1938

Título: A 1ª e a 2ª Linhas de Torres: a valorização do património e o turismo cultural
Autor: Noivo, Marco António do Carmo Gomes
Orientador: Serrão, Vítor,1952-
Barata, Filipe Themudo,1950-
Palavras-chave: Fortificações - Torres Vedras (Portugal)
Arquitectura militar - Portugal - séc.19
História militar - Portugal - séc.19
Turismo cultural
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: Em 2010, e na celebração dos 200 anos sobre a construção das Linhas de Torres, este nosso trabalho vem à redescoberta da Memória e do Património Militar da 1ª e 2ª Linhas a Norte de Lisboa: os 154 fortes e redutos e as defesas acessórias construídas de Novembro de 1809 a 1812. Principiámos pela análise das fontes originais, de autores portugueses, ingleses e franceses, com o objectivo de constituir uma base de estudo actualizada. As Linhas apresentam um variado tipo de construções militares, abarcando obras de carácter permanente, semi- permanente e até mesmo efémeras. Restam 111 fortes dos 141 construídos na 1ª e 2ª Linha. O nosso estudo seleccionou e analisou 107 obras militares existentes. Observámos as origens e os processos construtivos e pudemos identificar o enquadramento na tipologia das fortificações de campanha e de cerco. Observou-se uma singular adaptabilidade da engenharia militar ao relevo e à sua transformação, garantindo ao conjunto defensivo, por meio da artilharia, o domínio de todas as vias e penetrantes que acediam a Lisboa. O verdadeiro desafio foi entrar na mente do engenheiro militar que construía o reduto, levando-nos a explorar a estrutura da obra e a identificar a sua operacionalidade. Concebemos a Ficha de Levantamento de Obra apropriada ao Forte das Linhas de Torres. Analisa-o segundo princípios de investigação da História da Arte e, consequentemente potencia-o como elemento chave para o Turismo Cultural, a revitalização do Património e a sua Sustentabilidade. Finalmente, usando as capacidades do Google Earth, agregámos em 2 Rotas Culturais, 72 pontos de interesse que redescobrem o Património da 1ª e 2ª Linha. Indo além dos Fortes e Redutos, explora também as Vias Militares, obstáculos e defesas acessórias da Arte da Engenharia Militar, Campos de Batalha e locais que guardam a memória da História das Linhas de Torres. Conjuntamente, vimos propor o Living History e as recriações históricas como iniciativas que exploram a vivência, a interacção e o despertar da História.
In 2010, with the 200 years celebration of the Lines of Torres construction, we present a study that rediscovers the memory and the Military Heritage of the 1st and 2nd lines to the north of Lisbon: the 154 Forts and Redoubts fortified by other defenses constructed between November 1809 and 1812. We started by collecting and reviewing the original bibliography from Portuguese, English and French, with the aim of forming an update base study. The Defensive Lines have several types of military works, from permanent, semipermanent and ephemeral Field Fortifications. From the 141 built in the 1st and 2nd Line, only 111 survived. In our research we have analised 107 existing forts. We observed the models and construction processes, and identified the British typology of fieldworks used on campaign and siege fortifications. Military engineers organized a remarkable adaptability of natural landscape and its transformation, ensuring the defensive through the artillery power, and blocking all roads and ways that accessed Lisbon. The real challenge was getting into the mind of the military engineer who built the fort, leading us to explore the structure of the fortified work and identify its operation. We designed a survey sheet suitable to the Fort of Lines of Torres and its characteristics. It gathers data according to principles based in Art History Methodology and thus enhances it as a key to Cultural Tourism, the revitalization of heritage and its sustainability. Finally, using the capabilities of Google Earth, we have created 2 Cultural Routes with 72 selected Points of Interest, rediscovering the heritage of the 1st and 2nd Lines. It´s far more than just forts and redoubts, military roads, barriers and defenses used in the Military Engineering Art, battlefields and places where the memory of the Lines of Torres are evoked. At the same time, we propose the Living History and the re-enactment as an initiative that explores the experience, the interaction and the awakening of history.
Descrição: Tese de mestrado, Arte Património e Teoria do Restauro, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/1938
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfl078270_tm.pdfTese11,51 MBAdobe PDFView/Open
ulfl078270_tm_apendices_anexos.pdfAnexos39,69 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia