Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/2019
Título: A avaliação da esperança em cuidados paliativos : validação transcultural do Herth Hope Index
Autor: Viana, Andreia Patrícia Mendes, 1983-
Orientador: Dixe, Maria dos Anjos
Barbosa, António, 1950-
Palavras-chave: Esperança
Cuidados paliativos
Cuidados de enfermagem
Amostragem
Análise estatística
Teses de mestrado - 2010
Data de Defesa: 2010
Resumo: Introdução e objectivos: O presente estudo teve como objectivos traduzir e validar para a cultura portuguesa o “Herth Hope Index”; determinar o nível de esperança dos doentes em Cuidados Paliativos e identificar as suas características sócio-demográficas e clínicas. Metodologia Partindo do “Herth Hope Index” (Kaye Herth, 1992) procedeu-se a um estudo de investigação metodológica. O instrumento foi validado numa amostra de 117 doentes, maioritariamente do sexo feminino (56,4%) com uma média de idades de 67,3 anos (D.P.= 12,2). Na validação seguiu-se a mesma metodologia da autora da escala original a quem foi solicitada a autorização assim como às direcções das instituições onde foram recolhidos os dados (Equipas de Cuidados Paliativos). Obtivemos também o consentimento informado dos doentes. Resultados: Após a análise da homogeneidade dos itens, suprimiram-se 3 da escala original, ficando a Escala de Esperança de Herth – HHI-PT constituída por 9 itens que permite a obtenção de uma pontuação global (pontuações mais elevadas maior nível de esperança) organizados apenas numa dimensão que explica 50,3% de variância explicada. O coeficiente de alfa de Cronbach (0,873) permite igualmente afirmar que o instrumento apresenta uma boa consistência interna. Os doentes apresentam índices de esperança bons (média de 3,2; D.P.= 0,52). Conclusão: Os resultados indiciaram estarmos perante uma escala fiável e válida para a avaliação da esperança em cuidados paliativos, embora se sugira a necessidade de novos estudos de revalidação.
Introduction and objectives: The purpose of this study was to translate and validate the “Herth Hope Index” for the Portuguese culture, to determine the level of hope of patients in palliative care, and to identify their sociodemographic and clinical characteristics. Methodology: Based on the “Herth Hope Index” (Kaye Herth, 1992) we proceeded to a study of methodological research. The instrument was validated on a sample of 117 patients, mostly females (56, 4%) with an average age of 67, 3 years (SD=12,2). This validation followed the same methodology of the original author to whom the authorization was requested, as well as to the management of the institutions where the data were collected (Palliative Care Teams). We also had the informed consent of the patients. Results: After analysing the homogeneity of the items, 3 were removed from the original scale, remaining the Herth Hope Index - PT with 9 items, which allows to obtain an overall score (highest scores equals higher level of hope) organized in only 1 dimension that explains 50,3% of variance explained. The Cronbach's alpha coefficient (0.873) can also say that the instrument has a good internal consistency. Patients have good hope indices (mean 3.2, SD = 0.52). Conclusion: The results pointed this is a reliable and valid scale for the assessment of hope in palliative care, although it suggests the need for further studies of revalidation.
Descrição: Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2010.
URI: http://hdl.handle.net/10451/2019
Aparece nas colecções:FM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd058732_td_III_Anexos.pdf3,58 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd058732_td_II_Corpo_do_trabalho.pdf733,33 kBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd058732_td_I_capa.pdf316,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.