Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20195
Título: A depressão e a religiosidade em doentes hemodialisados
Autor: Saraiva, Matilde Maria Cardoso Freitas
Orientador: Gonçalves, Bruno, 1950-
Palavras-chave: Depressão (psicologia)
Religiosidade
Espiritualidade
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: A saúde mental nos doentes em diálise e os fatores que a influenciam e a protegem foram ainda pouco estudados em Portugal. Vários estudos noutros países têm sugerido que a religiosidade pode ser um fator protetor relativamente à ocorrência de sintomatologia depressiva em doentes crónicos. O presente estudo é descritivo-correlacional e tem como principal objetivo avaliar as relações entre sintomatologia depressiva e religiosidade numa amostra clínica de doentes insuficientes renais em programa regular de hemodialise. Concomitantemente, pretende-se estudar a influência de algumas variáveis sociodemográficas e clinicas (estado civil, viver sozinho, tempo em diálise) sobre a ocorrência de sintomatologia depressiva. No estudo participaram 37 indivíduos, 22 do sexo masculino e 15 do sexo feminino, com idade média de 61.25, em hemodialise num Hospital da região de Setúbal. Como instrumentos de medida utilizou-se a versão portuguesa da Escala de Depressão do Centro de Estudos Epidemiológicos CES-D (Gonçalves & Fagulha, 2003) para avaliar a sintomatologia depressiva. O grau de religiosidade foi avaliado com a versão portuguesa da escala Systems of Belief Inventory (SBI-15R) (Holland et al., 1988, traduzida para português pelo Profº B.Gonçalves e Profª T. Fagulha) e um Questionário de Prática Religiosa. Foi ainda construída uma ficha sociodemográfica e clínica de modo a caracterizar a amostra. Ao compararmos uma amostra da população geral de portugueses adultos com idades superior a 30 anos com a nossa amostra clinica, concluímos que os sujeitos hemodialisados apresentam um nível médio de sintomatologia depressiva significativamente maior do que os participantes da população geral. Quanto à influência das variáveis sociodemográficas e clínicas na ocorrência de sintomatologia depressiva não se verificou nenhuma relação estatisticamente significativa nesta amostra. Também não parece existir nenhuma associação significativa entre a CES-D e as escalas de religiosidade quando se considera a totalidade da amostra. Contudo, nos sujeitos com escolaridade inferior ao 9º ano (n= 17) verificou-se que, existem correlações negativas entre a sintomatologia depressiva, quer na religiosidade avaliada pelo SBI-15R (r = -.40), quer a prática religiosa atual avaliada pelo Q de Prática Religiosa (r=-.50) Neste subgrupo a religiosidade parece portanto funcionar como fator protetor relativamente à ocorrência de sintomatologia depressiva. Pelo contrário, no subgrupo de participantes com grau académico mais elevado (n=20), maiores níveis de religiosidade (r=.44) tendem a estar associados a maiores índices de sintomatologia depressiva.
Mental health in dialysis patients and the factors that influence and protect it have still barely been explored in Portugal. Various studies performed in other countries have suggested that religiosity might be a protective factor with regards to the occurrence of depressive symptomatology in chronic patients. This is a descriptive - correlational study and aims at evaluating the relationship between religiosity and depressive symptomatology in a clinical sample of haemodialysis patients. Concomitantly, the intent was to study the influence of some socio-demographic and clinical variables (e.g. marital status, living alone, time in dialysis) associated with the occurrence of depressive symptomatology. In the present study participated 37 individuals, 22 males and 15 females, with average ages of 61.25 who were subject to haemodialysis at a Hospital of the Setubal area. The utilized measurement instruments were the Portuguese version of the Depression Scale from the Centre of Epidemiologic Studies CES – D (Gonçalves & Fagulha, 2003) to evaluate the depressive symptomatology. The level of religiosity was evaluated through the Portuguese Scale version of Systems of Belief Inventory (SBI-15R) (Holland et al., 1988, translated into Portuguese by Prof.B. Gonçalves and Prof. T.Fagulha) and a Survey on Religious Practice. A socio-demographic and clinical record form was also elaborated in order to characterize the sample. When comparing one sample of the general population of Portuguese adults with ages above 30 with our haemodialysis patients we concluded that our subjects show a significantly higher level of depressive symptomatology. As for the influence of sociodemographic and clinical variables in the presence of depressive symptomatology, no statistically significant relationship was tracked down in this sample. It also seems that there is no significant association whatsoever between the CES-D and the levels of religiosity when considering the totality of the sample. However, in subjects with education below the 9th grade (n = 17), it was found out that there are negative correlations between depressive symptoms, whether in religiosity assessed by SBI - 15R (r = -.40) or the current religious practice evaluated by the Survey on Religious Practice(r=-.50)..In this subgroup religiosity seems therefore function as a protective factor for the occurrence of depressive symptomatology. On the contrary, in the subgroup of participants with higher academic above the 9th grade (n = 20), higher levels of religiosity(r=.44) tend to be associated with the highest rates of depressive symptomatology.
Descrição: Tese de Mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/20195
Designação: Tese de mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047327_tm.pdf1,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.