Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20243
Título: Estratégias parentais face à ansiedade dos filhos na realização de tarefas moderadamente ansiógenas : estudo observacional com crianças com perturbação de ansiedade
Autor: Santos, Marta Emanuel Carvalho
Orientador: Pereira, Ana Isabel de Freitas, 1974-
Palavras-chave: Perturbações psicológicas
Ansiedade juvenil
Comportamento parental
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Enquadramento: Numerosos estudos têm-se preocupado em perceber de que forma parentalidade influencia a ansiedade infantil. Este trabalho tem como finalidade o estudo das estratégias parentais para lidar com a ansiedade dos filhos, nomeadamente a comparação das estratégias dos pais e das mães, numa amostra de pais e mães de crianças com diagnóstico de perturbação de ansiedade. Metodologia: Estudo observacional com amostra composta por 20 crianças (10 do sexo masculino e 10 do sexo femininos) e pelos respetivos progenitores. Aplicou-se o Questionário de Avaliação de Perturbações Emocionais Relacionadas com a Ansiedade em Crianças (SCARED-R), sendo o diagnóstico de perturbação de ansiedade avaliado através da entrevista Disorders Interview Schedule (ADIS-C/P). Os pais foram envolvidos nas tarefas moderadamente ansiógenas para as crianças. As gravações em vídeo das tarefas foram codificadas utilizando um esquema de codificação desenvolvido para codificar a interação pais-filhos. Resultados: Pode-se verificar: 1) as estratégias mais utilizadas pelos progenitores para lidar com a possível manifestação de ansiedade das crianças são os pedidos de informação, as instruções, a pressão para a exigência e a regulação do comportamento; 2) não se observam diferenças estatisticamente significativas entre pais e mães quanto às estratégias parentais para lidar com a ansiedade da criança; 3) não se observam diferenças estatisticamente significativas entre pais e mães relativamente às estratégias/reações das crianças; 4) observam-se diferenças estatisticamente significativas entre crianças do sexo masculino e feminino no que diz respeito às estratégias parentais, nomeadamente em relação às estratégias apoio instrumental e tranquilização. Conclusão: A presente investigação representa um contributo adicional para a literatura empírica, visto que enfatiza a caracterização e análise das estratégias que os progenitores adotam face à ansiedade dos filhos, tendo em conta o comportamento do pai.
Background: Numerous studies have been concerned with understanding how parenting influences children's anxiety. This work aimed to examine the parental strategies to manage children’s anxiety and to compare the strategies of mothers and fathers, in a sample of parents of children diagnosed with anxiety disorder. Methodology: The sample comprised 20 children (10 male and 10 female) and their parents. The Screen for Child Anxiety Related Emotional Disorders (SCARED-R) and the Anxiety Disorders Interview Schedule – children’s and parent’s version (ADIS-C / P) were used to assess anxiety. Parents engaged in a series of mildly stressful tasks with their child (speech task and black box task). The video recordings of the tasks were coded using a coding scheme developed to code parents-children interaction. Results: The results show that: 1) the strategies most used by parents to manage children’s anxiety were requests for information, instructions, pressure to high performance and behavior’s regulation of behavior; 2) there were no statistically significant differences between mothers and fathers regarding parenting strategies to manage child’s anxiety; 3) there were no statistically significant differences between fathers and mothers regarding children’s strategies/reactions; 4) there were statistically significant differences considering children’s gender with respect to parenting strategies, particularly in relation to instrumental support and reassurance. Conclusions: This research represents an additional contribution to the empirical literature since emphasizes the characterization and analysis of the strategies that parents adopt to manage their children’s anxiety, taking into account the behavior of the father.
Descrição: Tese de Mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/20243
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047360_tm.pdf602,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.