Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20246
Título: A vulnerabilidade do cuidador informal como foco dos cuidados de enfermagem
Autor: Ferreira, Maria de La Salete Nunes, 1978-
Orientador: Alfaro, Maria Antónia Miranda Rebelo Botelho
Amendoeira, José, 1957-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: A complexidade da vivência do cuidador informal, como promotor da qualidade de vida da pessoa idosa dependente, fá-lo percecionar como insuficiente o suporte da rede formal. É, assim, fundamental dimensioná-lo como cliente dos cuidados de enfermagem. Definindo como alvo o cuidador informal enquanto ser existencial e relacional, emerge o conceito de vulnerabilidade ética do cuidador informal como foco dos cuidados de enfermagem. A construção de uma matriz teórica interdisciplinar (Levinas, Rogers, Paterson & Zderad) permitiu-nos conceptualizar a vulnerabilidade enquanto sensibilidade ao outro e perspetivar o processo de cuidados como um encontro vivido entre o enfermeiro e o cuidador informal, numa interação entre pessoa-ambiente. Tendo como finalidade propor uma teoria explanatória do cuidado de enfermagem na manutenção da vulnerabilidade ética do cuidador informal, foi nosso objetivo compreender o processo mediante o qual o cuidador informal se mantém eticamente vulnerável na relação de cuidado à pessoa idosa dependente em ambiente domiciliário. Em contexto domiciliário, foram envolvidos 10 cuidadores informais a residir na área geográfica do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria. Recorrendo à Grounded Theory como método e como produto de pesquisa, as técnicas de recolha de dados foram a observação participante (descritiva e focalizada) e a entrevista em profundidade semi-diretiva, de acordo com Strauss & Corbin. Sobre o corpus, desenvolvemos procedimentos de microanálise num processo evolutivo de codificação aberta, axial e seletiva. Dos resultados, salientamos o Padrão e o Processo de Manutenção da Vulnerabilidade Ética do cuidador informal. É através da comunicação intra e interpessoal que o cuidador informal expressa a manutenção da sua vulnerabilidade ética, e é através da forma intencional como pensa, sente e age que o mesmo a vivencia, dando significado ao Padrão. Tal identidade evolui num processo de construção do si-mesmo como instrumento do cuidado sob um conjunto de condições, estratégias e consequências. Neste processo, o Padrão é o apelo à abertura do enfermeiro para cuidar da vulnerabilidade ética do cuidador informal. Na teoria “Estar Eticamente Vulnerável” o enfermeiro é-com-o-outro, coexiste com o cuidador informal no tempo e espaço vividos desenvolvendo o processo de apreciação do padrão, de sincronização e de avaliação.
The complexity of the experience of the informal caregiver, as a promoter of the quality of life of the dependent elderly, will perceive the support from the formal network as insufficient. It is, therefore, fundamental to be assessed as a client of nursing care. Defined as a target the informal caregiver as an existential relational being, emerges the concept of ethics vulnerability of the informal caregiver as a focus of nursing care. The construction of an interdisciplinary theoretical matrix (Levinas, Rogers, Paterson & Zderad) allowed us to conceptualize vulnerability as sensitivity to others and place in perspective the care process as an encounter lived between the nurse and the informal caregiver, an interaction between person - environment. With the aim of proposing an explanatory theory of nursing care in maintaining ethical vulnerability of the informal caregiver, our goal was to understand the process by which the informal caregiver remains ethically vulnerable in the care relationship of the dependent elderly person in a home environment. In domestic context, were involved 10 informal caregivers residing in the geographical area of the Lezíria Health Center Group. Using the Grounded Theory as a method and as a research product, data collection techniques were of participant observation (descriptive and focused) and in-depth interviews semi-directive, according to Strauss & Corbin. About corpus, we developed microanalysis procedures in an evolutionary process of open, axial and selective coding. From the results, we emphasize the Standard and the Maintenance Process of the Ethics Vulnerability of the informal caregiver. It is through the intra and interpersonal communication that the informal caregiver expresses the maintenance of its ethics vulnerability, and it is through the intentional way he thinks, feels and acts the same experience, that gives meaning to the Standard. This identity evolves on the construction process of the self, regarded as an instrument of care under a set of conditions, strategies and consequences. In this process, the Standard is the call for the opening of the nurse to take care of ethics vulnerability of the informal caregiver. In "Living Ethically Vulnerable" theory the nurse is-with-the-other, coexists with the informal caregiver in time and space experienced, developing the standard assessment, timing and evaluation process.
Descrição: Tese de doutoramento, Enfermagem, Universidade de Lisboa, com a colaboração da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20246
Designação: Doutoramento em Enfermagem
Aparece nas colecções:REIT - Teses de Doutoramento (Enfermagem)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd071419_td_Maria_Ferreira.pdf2,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.