Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/2028
Título: Acidentes escolares na área educativa de Castelo Branco e condições nas escolas da região centro para a 1ª assistência ao aluno acidentado
Autor: Carmona, Aurora Maria Cardoso Correia Pires, 1950-
Orientador: Rocha, Evangelista, 1947-
Sousa, Maria Margarida Simões de
Palavras-chave: Saúde escolar
Acidentes
Escola
Seguro saúde
Castelo Branco - Portugal
Teses de mestrado - 2008
Data de Defesa: 2008
Resumo: Objective: 1 - Official Schools of the Educative Area of Center of Castelo Branco (CAECB), were intended: a) To characterize the pertaining to school Accidents for occurrence place, type of accident and localization of the injury; b) To analyze the sinistrality in function of the sex, school year, level of education, year of scholarity and age; 2 - Official Schools of the Regional Direction of Education of Center (DREC), excluding from 1º the Cycle, were intended to evaluate the conditions human beings and materials to attend the rough pupil. Population: - 25.000 pupils year in 287 Schools of the CAECB; 248 Management Council and Official of Pertaining School Social Share of the Schools of the DREC. Methodology: Used 2,713 Inquiries of Accident of the period of learning triennial of 1998 the 2001 and 238 Questionnaires collected in 2º period of 2001/2002; Results: - Schools of the CAECB: they had occurred 5 acidents/day; the gymnasium, followed of the playgrounds, had been the environments of bigger risk in the pertaining to school enclosures (75%); the fall was the type of more frequent accident (57%); the global tax of sinistrality was of 3,4% and excluding 1º Cycle was of 4,4%; it was verified maximum tax in 2º Cycle (7,1%) and to the 13 years (6,1%); the biggest increase of sinistralidade was verified of the 9 for the 10 years, and of fourth for fifth year of scolarity; the boy suffered to more accidents in 1º and 3º Cycles and girl in 2º Secondary Cycle and; - Schools of the DREC: in 70,6% the Assistant of Educative Share is who more supports the rough pupil; 14% did not have officials with formation in first aid; 49,6% did not have proper logistic structures to attend the injured pupil; 48,3% did not make control to the material first aid; 8% already had realize the periodic inspection to the game spaces and playgrounds. Conclusions: The sinistralidade is high in the Schools of the CAECB. It is urgent to rethink the security of the pupils in the pertaining to school enclosures and to improve the conditions human beings, logistic and material for the assistance of the pupil caused an accident in the Schools of the DREC.
Objectivos: 1 – Nas Escolas Oficiais do Centro da Área Educativa de Castelo Branco (CAECB), pretendeu-se: a) Caracterizar os Acidentes Escolares por local de ocorrência, tipo de acidente e localização da lesão; b) Analisar a sinistralidade em função do sexo, ano lectivo, nível de ensino, ano de escolaridade e idade; 2 – Nas Escolas Oficiais da Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), excluindo as do 1º Ciclo, pretendeu-se avaliar as condições humanas e materiais para assistir ao aluno acidentado. População: 25.000 alunos/ano em 287 Escolas do CAECB; 248 Conselhos Executivos e Funcionários de Acção Social Escolar das Escolas da DREC. Metodologia: Utilizados 2.713 Inquéritos de Acidente do triénio lectivo de 1998 a 2001 e 238 Questionários recolhidos no 2º período de 2001/2002; Resultados: - Escolas do CAECB: ocorreram 5 acidentes/dia; os ginásios, seguidos dos recreios, foram os ambientes de maior risco nos recintos escolares (75%); a queda foi o tipo de acidente mais frequente (57%); a taxa global de sinistralidade foi de 3,4% e excluindo o 1º Ciclo foi de 4,4%; verificou-se a taxa máxima no 2º Ciclo (7,1%) e aos 13 anos (6,1%); o maior aumento de sinistralidade verificou-se dos 9 para os 10 anos, e do 4º para o 5º ano de escolaridade; o rapaz sofreu mais acidentes no 1º e 3º Ciclos e a rapariga no 2º Ciclo e Secundário; - Escolas da DREC: em 70,6% o Auxiliar de Acção Educativa é quem mais apoia o aluno sinistrado; 14% não tinham profissionais com formação em Primeiros Socorros; 49,6% não possuíam estruturas logísticas próprias para assistir ao aluno acidentado; 48,3% não faziam inspecção ao material de primeiros socorros; 8% já tinham efectuado a inspecção periódica aos espaços de jogo e recreio. Conclusões: A sinistralidade é alta nas Escolas do CAECB. É urgente repensar a segurança dos alunos nos recintos escolares e melhorar as condições humanas, logísticas e materiais para a assistência do aluno acidentado nas Escolas da DREC.
Descrição: Tese de mestrado em Saúde Escolar, apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 2008.
URI: http://hdl.handle.net/10451/2028
Aparece nas colecções:FM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd053214_Estseguromestrado.xls11,26 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_estseguromestrado_23S_A.xls7,5 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_estseguromestrado_23S_CB.xls5,08 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_estseguromestrado_23S_Coimbra.xls9 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_estseguromestrado_23S_Guarda.xls5,12 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_estseguromestrado_23S_Leiria.xls5,83 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_estseguromestrado_23S_Viseu.xls8,33 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Populacao_escolar.xls198 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Populacao_escolar_H.xls99 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Populacao_escolar_H_M.xls180,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Populacao_escolar_MT.xls454 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Proposta_Modelo.XLS42,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_2Estseguro.xls46,98 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_2Modelos.xls922 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_2EstudoC_Branco.xls2,01 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_1C.xls233,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_2C_.xls37 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_3C_.xls32,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_Sec_CGeral.xls44 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_Sec_CTecno.xls29 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR.xls386 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR2.xls54 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR3.xls42 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR4.xls25 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR5.xls25 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR6.xls23,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR7.xls205,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR8.xls41 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR9.xls34 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_PR10.xls33 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_Ciclo_98_99.xls1,85 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_1_Ciclo_99_00.xls1,41 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_2_Ciclo_00_01.xls888,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_2_Ciclo_98_99.xls31,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_2_Ciclo_99_00.xls34 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_3_Ciclo_00_01.xls1,67 MBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_ESecundario_00_01.xls141,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_ESecundario_98_99.xls51,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_ESecundario_99_00.xls34,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Populacao_Escolar.xls61 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Questionario_mestrado_modelo.DOC45 kBMicrosoft WordVer/Abrir
ulsd053214_Questionario_Trat_grafico_1.pub42,43 MBMicrosoft Office PublisherVer/Abrir
ulsd053214_Questionario_Trat_grafico_2.pub46,14 MBMicrosoft Office PublisherVer/Abrir
ulsd053214_Questionario_Trat_grafico_3.pub44,57 MBMicrosoft Office PublisherVer/Abrir
ulsd053214_Tabelas_do_Questionario.xls92,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Trat_questionarioCB.XLS575,5 kBMicrosoft ExcelVer/Abrir
ulsd053214_Dissertacao.pdf1,57 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd053214_Capa.pdf63,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.