Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20312
Título: Disentangling the representativeness heuristic from the availability heuristic
Autor: Braga, João Pedro Niza
Orientador: Ferreira, Mário Augusto Boto, 1967-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Most judgments, predictions and decisions rely on simplifying reasoning heuristics, such as representativeness and availability heuristics. Representativeness heuristic relies on a judgment of similarity between a categorical prototype and a target. Availability heuristic relies on the accessibility of instances. A crucial assumption of Heuristics and Biases research program (Tversky & Kahneman, 1974) was that systematic and characteristic biases were unmistakably associated with each heuristic. Unfortunately, often the same biases can be explained by different heuristics (e.g., Anderson, 1990; Gigerenzer, 1991). This problem is particularly striking in the case of availability and representativeness. The main goal of this dissertation is to conceptually clarify and empirically disentangle these heuristics, thus defining conditions for the use of one or the other. This dissertation explores three variables that have the potential to determine when people will use representativeness or availability: the level of construal, the computational speed of the heuristics, and directional motivation. The first empirical chapter (Chapter II) explores whether the representativeness heuristic relies on more abstract information than the availability heuristic, and uses the construal level theory (e.g., Trope & Liberman, 2000) as a framework to explore and manipulate different levels of abstraction. Chapters III and IV explore whether representativeness heuristic takes longer to compute using a paradigm about predictions of binary random events, where both heuristics can be applied in the same judgment. The last empirical chapter (Chapter V) explores the role of directional motivation on the heuristic processes. The motivation to observe a certain outcome should affect people’s representation of a target event, and consequently lead to self-serving predictions. The role of directional motivation is thus discussed as a variable that could be used in order to determine the use representativeness or availability heuristic. The consequences of the proposed differences between representativeness and availability, for psychological models of judgment and decision making are discussed.
Muitos julgamentos, previsões e decisões são tomadas com base em heurísticas de julgamento como as heurísticas da representatividade e da disponibilidade. A heurística da representatividade baseia-se num julgamento de semelhança entre um protótipo e o alvo. A heurística da disponibilidade baseia-se na acessibilidade de ocorrências específicas. Um ponto essencial do programa Heuristicas e Enviesamentos (Tversky & Kahneman, 1974) seria que enviesamentos específicos e sistemáticos estariam inequivocamente associados a diferentes heurísticas. Infelizmente, muitas vezes o mesmo enviesamento poderia ser explicado por diferentes heurísticas. Este problema é particularmente grave no caso da representatividade e da disponibilidade. O objectivo desta tese é clarificar e dissociar empiricamente estas heurísticas, definindo, assim, condições para o uso de uma ou da outra. Esta tese explora três variáveis que poderão ajudar a determinar quando usamos a heurística da representatividade ou da disponibilidade: nível de abstracção; velocidade computacional e motivação direccional. O primeiro capítulo empírico (Capítulo II) explora se a heurística da representatividade depende de informação mais abstracta que a heurística da disponibilidade, partindo da “construal level theory” (e.g., Trope & Liberman, 2000) para explorar e manipular níveis de abstracção. Os Capítulos III e IV exploram se a heurística da representatividade demora mais tempo a ser computada que a heurística da disponibilidade quando ambas as heurísticas podem ser aplicadas a uma tarefa de previsão binária de eventos aleatórios. O Capítulo V explora o papel da motivação para observar um resultado nos processos heurísticos. O desejo de observar determinado resultado deverá afectar a representação dos eventos e levar a prever o resultado que se deseja observar. O potencial papel da motivação direccional na determinação do uso das heurísticas da representatividade ou da disponibilidade é discutido.
Descrição: Tese de doutoramento, Psicologia (Cognição Social), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20312
Designação: Doutoramento em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd071485_td_Joao_Braga.pdf1,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.