Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20409
Título: Qualidade do sono, higiene do sono, crenças disfuncionais sobre o sono, e temperamento em adolescentes : estudo exploratório com adolescentes entre os 13 e os 19 anos
Autor: Gomes, Monalisa Pina
Orientador: Santos, Margarida M. Magalhães Cabugueira Custódio dos, 1959-
Palavras-chave: Sono
Adolescentes - Psicologia
Temperamento
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: O sono desempenha um papel importante no desenvolvimento físico e emocional dos adolescentes (Del Ciampo, 2012). As perturbações de sono na adolescência são um problema com uma prevalência significativa (Mindell & Owens, 2010). As suas consequências interferem no bem-estar e no desenvolvimento saudável desta população (Hamilton, 2009). É atualmente reconhecida a pertinência do estudo dos determinantes do sono na adolescência. Esta investigação teve como primeiro objetivo descrever o padrão de sono, avaliar a perceção de qualidade do sono, a higiene do sono, as crenças disfuncionais em relação ao sono, e a relação entre o temperamento e o sono, numa amostra comunitária de adolescentes portugueses. Foram ainda consideradas como variáveis independentes o controlo parental da hora de deitar e a perceção de problemas de sono. Num segundo objetivo foi considerado o estudo das associações entre as variáveis. Como terceiro objetivo pretendeu-se avaliar a contribuição das variáveis para a qualidade do sono. Foram utilizadas as versões portuguesas de 4 questionários: a escala de Autoavaliação da Qualidade do Sono na Adolescência - AQSA, a Escala de Higiene do Sono para Adolescentes - EHSA, a Escala de Crenças Disfuncionais sobre o Sono – ECDS e o Questionário sobre o Temperamento no Início da Adolescência-Revisto – EATQ-R. Integraram a amostra 164 participantes, com idades entre os 13 e os 19 anos (M=15,37; DP=1,16). A recolha de dados teve lugar num Estabelecimento Público de Ensino Básico e Secundário, em Lisboa. Os resultados mostraram que os adolescentes dormem menos uma hora do que o recomendado durante a semana. A discrepância de horas dormidas durante a semana e o fim-de-semana é significativa (2h04). Apenas 27% dos pais participam no estabelecimento de horas para dormir. Os adolescentes da amostra apresentam valores médios de qualidade do sono, com piores resultados no domínio “acordar”; valores médios de higiene do sono com piores valores no domínio “estabilidade do sono”; e crenças pouco disfuncionais sobre o sono. 35% da amostra considera ter problemas de sono. As raparigas apresentam piores resultados na qualidade e higiene do sono, crenças mais disfuncionais sobre o sono. Os 4 constructos apresentam correlações significativas entre si. A higiene do sono, e os fatores do temperamento, “afetividade negativa”, “extroversão” e “controlo com esforço” mostraram ser preditores da qualidade do sono. No modelo final a idade, o género, o controlo parental e as crenças em relação ao sono mostraram não ter efeito em relação à qualidade do sono. O modelo preditivo explicou 33,5% da variabilidade da qualidade do sono.
Sleep performs an important role in the physical and emotional development of the adolescents (Del Ciampo, 2012). Sleep problems in adolescence is a problem with a significant prevalence (Mindell & Owens, 2010). The consequences affect the well-being and healthy development of this population (Hamilton, 2009). Nowadays is recognized the relevance of the study of the determinants of sleep in adolescence. This research had as a first objective to describe the sleep pattern, evaluate the perception of sleep quality, sleep hygiene, dysfunctional beliefs about sleep, and the relationship between temperament and sleep in a community sample of Portuguese adolescents. They were further considered as independent variables the parental control (bedtime setting) and the perception of sleep problems. In a second objective was considered the study of associations between variables. As a third objective it was intended to assess the contribution of the variables for the sleep quality. Portuguese versions of 4 questionnaires were used: the Adolescent Sleep-Wake Scale - ASWS, the Adolescent Sleep Hygiene Scale - ASHS, the Dysfunctional Believes About Sleep scale – DBAS, and the Early Adolescent Temperament Questionnaire-Revised – EATQ-R. The sample included 164 participants, aged between 13 and 19 years old (M = 15.37, SD = 1.16). Data collection took place in a Public Establishment of Basic and Secondary Education, in Lisbon. The results showed that adolescents sleep an adequate number of hours during the week and the weekend. The discrepancy of hours slept during the week and the weekend is significant (2h04). Only 27% of parents participate in setting hours for sleep. The adolescents have mean values of sleep quality, with lower values in the domain “return to wake”; they have mean values of sleep hygiene, with lower values in the domain “sleep stability”; and they have few dysfunctional beliefs about sleep. However, 35% consider having sleep problems. Girls have lowest quality results and sleep hygiene, more dysfunctional beliefs about sleep, better means in the temperament factors, and no gender differences relatively to parental control. Younger adolescents present higher results of sleep hygiene, greater parental control, and do not exhibit vi differences in the sleep quality, dysfunctional beliefs about sleep and temperament. The 4 constructs show significant correlations among them. In predictive model of sleep quality 33.5% of the variance is explained by sleep hygiene and the temperament factors “effortful control”, “surgency” and “negative affectivity”.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20409
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047426_tm.pdf2,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.