Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20494
Título: Mudanças nas zonas turísticas costeiras de João Pessoa e Cabedelo, Paraíba - BR e o conhecimento local nos processos de governança
Autor: Debeus, Guilherme
Schmidt, Luísa
Crispim, Cristina
Data: 2015
Citação: Debeus, G., Schmidt, L & Crispim, C. (2105, 16 de Outubro), Mudanças nas zonas turísticas costeiras de João Pessoa e Cabedelo, Paraíba - BR e o conhecimento local nos processos de governança. Apresentado no VIII Congresso sobre Planeamento e Gestão das Zonas Costeiras dos Países de Expressão Portuguesa & 1ª Conferência Internacional "Turismo em Zonas Costeiras - Oportunidades e Desafios", Aveiro, Portugal
Resumo: As zonas costeiras no mundo inteiro apresentam elevado nível de ocupação populacional e importantes atividades económicas e sociais, além de abrigar importantes ecossistemas e serviços ambientais. São considerados ambientes bastante suscetíveis às alterações climáticas pois são regiões de transição entre os oceanos e o continente, além de dependerem dos regimes de transporte sedimentar do continente para o mar e da dinâmica própria dos oceanos. A erosão costeira e os riscos associados a esse fenómeno, que pode ser natural ou intensificado por ações antropogénicas e das alterações climáticas, fazem parte das agendas que mais despertam atenção e investimentos atualmente em locais com zonas costeiras. João Pessoa e Cabedelo, Paraíba - Brasil possuem intensa atividade socio económica em sua orla, apresentando diversos pontos de erosão costeira afetando assim, direta e indiretamente edificações, equipamentos turísticos e atrativos naturais. Os moradores locais e utilizadores diretos dos serviços oferecidos nesta zona, por acompanharem estes processos, são uma fonte rica para interpretação desta dinâmica e também das relações políticas e institucionais sobre esta problemática. Este texto tem como objectivo analisar entrevistas realizadas com proprietários de residências e empreendimentos da orla, profissionais de turismo da região, pescadores, gestores públicos, representantes de organizações não-governamentais e pesquisadores sobre as causas e efeitos da erosão costeira, sua relação com as alterações climáticas e o modo como a gestão destas questões é compreendida por cada cidadão. A variedade de entrevistados mostra resultados interessantes onde é possível observar diferentes pontos de vista sobre conhecimento técnico do assunto em questão, a forma como as políticas são tratadas e a participação. Verifica-se ainda que as decisões acerca das soluções técnicas adotadas carecem de maior participação pública e a ausência de medidas de gestão integrada e governança, incentivam ações individuais muitas vezes com resultados paliativos e aumentando do problema noutras áreas.
URI: http://hdl.handle.net/10451/20494
Aparece nas colecções:ICS - Outras Publicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_LSchmidt_Mudancas_Comunicacao.pdf545,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.