Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20605
Título: A influência das práticas parentais e do estilo internalizante para o agravamento da asma alérgica infantil : a relação mente-corpo : do modelo psicossomático ao modelo integracionista
Autor: Roque, Luís Miguel Leandro do Nascimento, 1969-
Orientador: Justo, João Manuel Rosado de Miranda, 1958-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Introdução: A asma é a doença crónica infantil mais comum nas crianças e a sua prevalência tem vindo a aumentar. Esta doença tem sido relacionada com a influência de vários factores, desde psicológicos, ambientais, genéticos, etc. Hipóteses Gerais: A primeira hipótese geral do nosso defende que a gravidade da asma alérgica infantil depende da percepção da criança acerca dos estilos parentais educativos. A segunda hipótese geral defende que a gravidade da asma depende das percepções dos pais das crianças asmáticas relativamente aos estilos psicológicos das crianças. Assim, a nossa investigação comportou dois estudos. Instrumentos: Para avaliar os diferentes graus de patologia asmática, elaborámos um questionário, conforme o consensus pediatricus (1998). Relativamente às práticas educativas parentais, usámos o EMBU-C (Perris et al., 1980) na versão Portuguesa (Canavarro & Pereira, 2007). Para a avaliação dos estilos psicológicos da criança, aplicámos o CBCL (Achenbach & Edelbrock, 1983) na versão Portuguesa (Fonseca et al., 1994). Participantes: 117 crianças (67 rapazes e 50 raparigas) com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos recrutadas na Consulta de Alergologia Infantil do Hospital de Santa Maria. Resultados: Encontrou-se uma correlação estatisticamente significativa entre o género da criança asmática e a gravidade da asma. Nas análises de regressão, verificou-se que as seguintes variáveis contribuem significativamente para a explicação da gravidade da asma: nas raparigas – suporte emocional da mãe e hiperactividade/défice de atenção; nos rapazes - suporte emocional da mãe, isolamento e hiperactividade/défice de atenção. Conclusões: A asma infantil alérgica está intimamente relacionada com aspectos psicológicos das crianças asmáticas e com aspectos psicológicos dos cuidadores dessas crianças. No futuro, a abordagem clínica desta doença, deveria incluir este tipo de conhecimento.
Introduction: Asthma is the most common childhood chronic illness in children and its incidence has being increasing. This disease has been linked with the influence of several factors, from, psychological, environmental, genetic, etc. General Hypotheses: The general hypothesis in our study is that severity of allergic asthma in children depends of the perception of the child about educational parenting styles. A second general hypothesis stands that the severity of children’s asthma depends on perceptions of asthmatic children`s parents about their children`s psychological styles. Thus, our investigation included two studies. Instruments: To assess the several degrees of asthmatic pathology, we have drawn up a questionnaire, in accordance with consensus pediatricus (1998). With regard to parental educational practices, we used the Portuguese version (Canavarro & Pereira, 2007) of the EMBU-C (Perris et al., 1980). For the evaluation of the child's psychological styles, we used the Portuguese version (Fonseca et al., 1994) of the CBCL (Achenbach & Edelbrock, 1983). Participants: 117 subjects (67 boys and 50 girls) aged 6 to 12 years old, recruited at the Hospital de Santa Maria, Consultation of Pediatric Allergy. Results: We found a statistically significant correlation between the genus of the asthmatic child and the severity of asthma. In regression analysis, it was found that the following variables contribute significantly to the explanation of the severity of asthma: in girls - emotional support from the mother and hyperactivity/attention deficit; in boys - emotional support from the mother, isolation and hyperactivity/attention deficit. Conclusions: Children’s allergic asthma is closely related to psychological aspects of asthmatic children and with psychological aspects of these children caregivers. In the future, the clinical approach of this disease should include this kind of knowledge.
Descrição: Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia Clínica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20605
Designação: Doutoramento em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:FP - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd071654_td_tese.pdfTese2,37 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd071654_td_anexos.pdfAnexos4,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.