Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20658
Título: Qualidade de vida, sobrecarga, burnout e estratégias de confronto em cuidadores formais de pessoas com experiência de doença mental que vivem em residências comunitárias
Autor: Rodrigues, Joana de São João
Orientador: Fradique, Fernando Carlos Sepúlveda Afonso, 1957-
Palavras-chave: Cuidadores formais
Qualidade de vida - Portugal
Burnout
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: O presente estudo teve como objetivo explorar alguns dos fatores que se encontram associados aos níveis de Qualidade de Vida dos cuidadores formais de pessoas com experiência em doença mental em residências comunitárias, bem como ao nível de Sobrecarga e Burnout sentidos e às Estratégias de Confronto utilizadas face a situações de stresse. As variáveis principais em estudo são: Qualidade de Vida (QdV), Qualidade de Vida Relacionada com a Saúde (QdVRS), nível de Sobrecarga e de Burnout, Estratégias de Confronto e características sociodemográficas. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário Sociodemográfico, WHOQOL-Bref, SF-36v.2, Inventário de Burnout de Copenhagen, Escala de Sobrecarga do Cuidador e o QMLA. A amostra foi constituída por 23 cuidadores formais, maioritariamente do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 22 e os 50 anos. Os resultados apresentam valores de QdV e de QdVRS médios elevados para todas as dimensões, uma ligeira Sobrecarga, um baixo nível de Burnout e um maior uso da estratégia “Resolução Planeada de Problema” e um menor de “Fuga/Evitamento”. É de salientar que valores baixos em algumas das dimensões do Burnout e da Sobrecarga estão associados a maiores níveis de QdV e QdVRS na maioria das suas dimensões, uma elevada perceção de Sobrecarga está associada a maiores níveis de Burnout na maioria das escalas, e uma maior utilização da estratégia “Assumir Responsabilidades” está associada a uma maior satisfação de QdV no domínio da “Saúde Geral”. Não se encontraram quaisquer relações entre: Estratégias de Confronto e Burnout, Estratégias de Confronto e Sobrecarga, “Tempo de serviço” e as restantes variáveis estudadas, e ainda estas e “Número de horas do 2º trabalho”. Na comparação de grupos é de salientar que o grupo que não tem Psicologia como formação apresenta valores de sobrecarga na “Relação Interpessoal” mais elevados do que o grupo com Psicologia como formação.
The current study aimed to explore some of the factors that are associated with the levels of Quality of Life of formal caregivers of people with mental illness in Community Residences, as well as with the levels of Burden and Burnout and the Coping Strategies used in stressful situations. The main variables studied were: Quality of Life (QoL), Health-Related Quality of Life (HRQoL), Burden and Burnout levels, Coping Strategies and socio-demographic characteristics. The following instruments were used: Socio-Demographic Questionnaire, WHOQOL-Bref, SF-36v.2, Copenhagen Burnout Inventory, The Zarit Burden Interview and the Ways of Coping Questionnaire. The sample consisted of 23 formal caregivers, mostly female, aged between 22 and 50 years old. The results demonstrate QoL and HRQoL average values are high for all dimensions, a slight level of Burden, low levels of Burnout, a higher use of the "Planful Problem Solving" strategy and a lower use of the "Escape/Avoidance". The results demonstrate that low values in some of the dimensions of Burnout and Burden are associated with higher levels of QoL and HRQoL in most dimensions, a high perception of Burden is associated with higher levels of Burnout in most scales, and a greater use of the "Accepting Responsibility" strategy is associated with higher satisfaction of QoL in the "General Health" domain. There were not found relations between: Coping Strategies and Burnout, Coping Strategies and Burden, "Length of Service" and the other variables analysed, and these variables and "Number of hours of the 2nd job". When comparing groups it can be seen that the group without a Psychology degree features higher Burden levels in the "Interpersonal Relations" than the group with a Psychology degree.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia da Saúde e Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20658
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047445_tm.pdf3,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.