Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20706
Título: Complexidade e diferenciação emocional : conceção e fundamentação de um novo racional de avaliação de emoções
Autor: Guedes, David Henrique Ferreira
Orientador: Afonso, Maria João, 1959-
Palavras-chave: Emoção
Avaliação psicológica
Inteligência emocional
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: O presente trabalho divide-se em duas unidades fundamentais. A primeira detém-se sobre o estado atual da ciência da emoção e os desafios epistemológicos, teóricos e metodológicos que a investigação enfrenta. Na segunda parte do trabalho, introduz-se o constructo de complexidade emocional e apresenta-se o estudo de conceção e validação de uma escala para o avaliar. Em função da contenda paradigmática que caracteriza o estado atual da psicologia da emoção, fez-se uma análise das abordagens evolutiva, cognitiva e construtivista, considerando os seus antecedentes dentro do curso da história das ideias. Foram identificados alguns pontos de conflito entre as diferentes escolas teóricas, destacando-se as dificuldades de definir o que é “emoção”. Nesse sentido, endereçaram-se os desafios da delimitação deste constructo e consideram-se as implicações de se assumir que as emoções são sistemas complexos. A ciência da complexidade estimula uma reapreciação da fundamentação epistemológica e ontológica dos atuais modelos teóricos, com consequências para a conceção do constructo de emoção, bem como, para as formas de o avaliar. Os desafios da complexidade tomam forma na segunda parte do trabalho, em que se introduz o trabalho de conceção de uma nova medida das emoções, concretamente, de uma escala de avaliação das diferenças individuais no constructo de complexidade emocional. A Escala de Complexidade e Diferenciação Emocional (ECDE) é caracterizada e os seus estudos metrológico e de validação são apresentados. Para situar esta nova proposta de avaliação, foi seguida uma lógica de validação convergente e discriminante, em que se analisaram as suas relações com os constructos de repertório e diferenciação emocional, alexitimia e compreensão verbal.
The present work is twofold. In its first part, the current state of the science of emotion is addressed, along with the epistemological, theoretical and methodological issues faced by researchers in the domain. On the second part of the work, the construct of emotional complexity is introduced and the study for conceiving and validating a new measurement scale is presented. Given the paradigmatic contention that defines the psychology of emotion, evolutionist, cognitive and constructivist approaches are outlined, according to its antecedents within the history of ideas. Some of the points of disagreement between these schools of thought are identified, with some special emphasis on defining what an “emotion” is. In that sense, the challenges of setting the boundaries for the phenomena of emotion are examined, as well as the implications for stating that emotions are complex systems. The science of complexity offers a new perspective on current theoretical models’ epistemological and ontological grounds, with implications for conceiving and assessing emotion. The challenges of complexity take shape on the second part of the work, with the introduction of a new measurement instrument for assessing individual differences regarding emotional complexity. The development of the Emotional Complexity and Differentiation Scale (Escala de Complexidade e Diferenciação Emocional) is presented, including the study of its psychometric and validity properties. In order to understand the theoretical place and relevance of this new measurement scale, its relations with other constructs like range and differentiation of emotional experience, alexithymia and verbal comprehension were taken into account, by means of convergent and divergent validation.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20706
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047459_tm.pdf967,86 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.