Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20716
Título: O Ordenamento do território: uma perspetiva genealógica
Autor: Campos, Vítor
Ferrão, João
Palavras-chave: Ordenamento do território
Políticas públicas
Data: 2015
Editora: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
Citação: Campos, V. & Ferrão, J. (2015). O Ordenamento do território: uma perspetiva genealógica, (ICS Working Papers, 1, 2015). Lisboa: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Link permanente: http://www.ics.ul.pt/flipping/wp2015_1/index.html
Resumo: Os estudos sobre tipologias de sistemas nacionais de ordenamento do território existentes na Europa têm atribuído classificações distintas a Portugal. A que se deve esta dispersão de resultados? Obedecerá o sistema de ordenamento do território português a diferentes tradições ou terão recorrido os autores desses estudos a critérios distintos de categorização? Este texto procura reconstituir o processo de formação do ordenamento do território como política pública autónoma em Portugal, salientando a diversidade de domínios científicos, comunidades disciplinares, condicionantes políticas internas e influências externas que contribuíram para a evolução ocorrida ao longo de 150 anos. A perspetiva genealógica adotada permite ainda identificar as principais tensões com que o ordenamento do território enquanto política pública autónoma se confronta hoje no nosso país. O texto termina com uma identificação sumária de diversos cenários possíveis de evolução a curto prazo.
Different studies on the typologies of national spatial planning systems across Europe classify Portugal in different categories. What explains this variation? Is the Portuguese spatial planning system a product of different traditions or did the authors apply different criteria in their classifications? This paper pieces together and analyses the processes leading to the emergence of spatial planning as an autonomous public policy in Portugal, emphasizing the diversity of scientific domains, professional communities, internal political contexts and external influences that contributed significantly to its evolution over a period of 150 years. Under this genealogic approach, major tensions currently affecting spatial planning as an autonomous public policy in Portugal are identified, leading to a final synthetic prediction of possible scenarios for evolution in the near future.
URI: http://hdl.handle.net/10451/20716
Versão do Editor: http://www.ics.ul.pt/flipping/wp2015_1/index.html
Aparece nas colecções:ICS - Outras Publicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_JFerrao_Ordenamento_WPN.pdf557,5 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.