Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/20802
Título: Perceção de barreiras da carreira e da mobilidade e atitudes de carreira sem fronteiras : estudo com uma amostra de trabalhadores do setor energético
Autor: Alexandre, Sandra Filipa Curto
Orientador: Lima, Rosário, 1959-
Palavras-chave: Desenvolvimento da carreira
Percepção de barreiras
Desenvolvimento profissional
Mobilidade
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: No atual mercado de trabalho cada vez mais global, é exigido às organizações, particularmente às que têm presença em diferentes áreas geográficas, uma constante adaptação às realidades sociais e económicas onde atuam. Face a estas mudanças, ferramentas organizacionais como a mobilidade adquirem uma enorme relevância, e colaboradores dispostos a mudar de local no âmbito do desenvolvimento da sua atividade profissional constituem uma vantagem organizacional. A presente investigação tem como principal objetivo estudar a perceção de barreiras da carreira e da mobilidade, e a relação entre as barreiras percebidas e as atitudes de carreira sem fronteiras, numa amostra de 424 trabalhadores de uma organização do setor energético. Procedeu-se à aplicação do Inventário de Perceção de Barreiras da Carreira-Revisto e de um Questionário com o intuito de recolher dados sociodemográficos, bem como sobre atitudes de carreira sem fronteiras. Os resultados revelaram que existe uma relação inversa entre atitudes de carreira sem fronteiras e a perceção de barreiras da carreira e da mobilidade, que indivíduos mais disponíveis face à situação de mobilidade têm atitudes mais elevadas de carreira sem fronteiras do que indivíduos que não revelam essa disponibilidade, e ainda que há uma tendência para que indivíduos do sexo feminino percecionem mais barreiras da carreira e da mobilidade do que os indivíduos do sexo masculino. São ainda apresentados alguns contributos para as práticas e gestão de recursos humanos, limitações do estudo, bem como sugestões para futuras investigações.
In today's increasingly global labor market it is required from organizations, especially those that have presence in different geographical areas, constant adaptation to social and economic realities in which they operate. Given these changes, organizational tools such as mobility acquire great relevance and individuals willing to relocate in the development of their professional activity constitute an organizational advantage. This research aims to study the perception of career and mobility barriers and the relationship between perceived barriers and boundaryless career attitudes with a sample of 424 employees of an organization of the energy sector. Were used as measures the Career Barriers Inventory-Revised and a Questionnaire in order to collect sociodemographic data, as well as boundaryless career attitudes. The results revealed an inverse relationship between boundaryless career attitudes and the perception of career and mobility barriers, that individuals who are more available to mobility have higher boundaryless career attitudes than individuals who do not reveal that availability, and yet that there is a tendency for women to perceive more career and mobility barriers than men. Are also presented some contributions to the practice and management of human resources, the study limitations and suggestions for future research.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/20802
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie047477_tm.pdf682,54 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.