Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2159

Título: O efeito de ancoragem enquanto activação-monitorização : ancoragem sob pressão
Autor: Braga, João Pedro Niza
Orientador: Marques, Leonel Garcia, 1958-
Palavras-chave: Cognição social
Ancoragem
Monitorização
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: O efeito de ancoragem a assimilação de um julgamento a um standard numérico tem sido atribuído à elevada acessibilidade da informação sobre o alvo consistente com a âncora no momento do julgamento absoluto sobre o alvo. A hipótese de acessibilidade selectiva postula que a activação dessa informação consistente com a âncora se faz por de teste-de-hipótese confirmatório de que o alvo é igual à âncora (Strack & Mussweiler, 1997). No entanto, é aqui proposto que a teoria da activação/monitorização (ex. Roediger & McDermott, 1995) também explica esse fenómeno de activação e acessibilidade através de um processo de recuperação por pistas compósitas que incorporam alvo+âncora, propondo, ainda que a monitorização dessa activação permite uma correcção parcial do enviesamento. É proposta uma metodologia que permite contrastar estas duas teorias, levando os sujeitos a responder às duas perguntas do paradigma em condições de pressão temporal. Assim, a teoria da activação/monitorização prevê um aumento do efeito de ancoragem, uma vez que a monitorização seriam afectada pela pressão temporal, e a hipótese de acessibilidade selectiva prevê uma diminuição do efeito de ancoragem, uma vez que a pressão temporal afecta o teste-de-hipótese confirmatório de que o alvo é igual à âncora. O efeito obtido nessa manipulação será comparado a uma replicação do estudo 3 de Mussweiler e Strack (1999), que mostrou ancoragens idênticas numa condição sem pressão temporal e numa condição de pressão temporal apenas na pergunta comparativa. Espera-se deste modo contrastar as duas teorias, recolhendo evidências dos processos de correcção que apoiem a teoria da activação/monitorização e refutem a hipótese de acessibilidade selectiva enquanto explicação do efeito de ancoragem.
The anchoring effect - the assimilation of a numeric estimate to a standard - has been attributed to the high accessibility of anchor-consistent target information at the time of the estimate about the target. The selective accessibility hypothesis posits that selective activation of anchor-consistent information is due to a process of confirmatory hypothesis-testing that the target is equal to the anchor (Mussweiler & Strack, 1997). However, it is proposed that activation/monitoring theory (Roediger & McDermott, 1995) also explains the activation and accessibility of anchor-consistent target information through a retrieval process that uses composite cues incorporating the target+anchor, and also proposes a monitoring process of this activation, which allows a partial correction of the bias. It is proposed a methodology to compare the above two theories, bringing the subject to answer the two questions of the paradigm under time pressure. In these conditions, the theory of activation/monitoring expects an increase in the anchoring effect, since the monitoring and correction processes should be affected by time pressure. The selective accessibility hypothesis expects a reduction in the anchoring effects, since time pressure should affect the confirmatory hypothesis-testing process that the target is equal to the anchor. The anchoring effect in this condition would be compared to that obtained in a replication study of Mussweiler and Strack (1999, study 3), which showed a similar anchoring effect between a condition without time pressure and a condition with time pressure only in the comparative question. It is expected therefore to contrast the two theories, gathering evidence of the corrective procedures that supports the theory of activation/monitoring and refutes the selective accessibility hypothesis as an explanation of the anchoring effect.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Cognição Social Aplicada), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000580963
http://hdl.handle.net/10451/2159
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22315_ulfp034916_tm.pdf14,57 MBAdobe PDFView/Open
22315.xml9,99 kBXMLView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE