Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2161

Title: De boas intenções está o estômago cheio : implementação de intenções no comportamento alimentar dos jovens
Authors: Leal, Raquel de Farias Cláudio
Advisor: Silva, Adelina Lopes da, 1945-
Keywords: Comportamento alimentar
Obesidade - Portugal
Percepção de controlo
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Abstract: A obesidade tem aumentado um pouco por todo o mundo tornando-se um importante problema de Saúde Pública. Deste modo é fundamental promover hábitos alimentares saudáveis nos jovens a fim de reverter esta tendência. Vários modelos teóricos de auto-regulação na perspectiva sócio-cognitiva têm sido aplicados ao domínio da saúde e particularmente da obesidade, sendo a intenção identificada como uma das variáveis mais determinantes para a adopção de um comportamento alimentar saudável. Contudo, nem sempre as boas intenções são traduzidas no comportamento adequado. A implementação de intenções (Gollwitzer, 1993), o coping antecipatório (Schwarzer, 1992) e a percepção de controlo (Ajzen & Fishbein, 1980) têm-se mostrado na literatura como variáveis moderadoras e mediadoras entre a intenção e comportamento de seguir um regime alimentar saudável. O objectivo do presente estudo é explorar como é que o jovem passa da intenção à acção e quais as variáveis que estão inerentes às duas fases distintas. Foram realizados quatro estudos de caso com adolescentes entre os 16 e 24 anos, de ambos os sexos. Optou-se pela entrevista semi-estruturada como método de recolha de dados o que permitiu uma análise qualitativa dos mesmos e que possibilitaram a construção de categorias com base teórica e empírica. Este estudo verificou que a implementação de intenções, o coping antecipatório e a percepção de barreiras tem um papel importante no seguimento da dieta. Pretende-se que os resultados obtidos possam vir a ter implicações para a prática clínica e intervenção.
Obesity has increased all over the world becoming a major public health problem. Thus it is essential to promote healthy eating habits in young people in order to reverse this trend. Several theoretical models of self-regulation in social-cognitive perspective have been applied to health and obesity in particular, the intention being identified as one of the variables most crucial to the adoption of healthy eating habits. However, not all the good intentions are translated into the appropriate behavior. Implementation intentions (Gollwitzer, 1993), the anticipatory coping (Schwarzer, 1992) and perceived control (Ajzen & Fishbein, 1980) have shown in the literature as moderating and mediating variables between intention and behavior to follow a healthy diet. The aim of this study is to explore how the young couple from intent to action and those variables that are inherent in two distinct phases. Were carried out four case studies with adolescents between 16 and 24 years of both gender. We opted for semi-structured method of collecting data which allowed a qualitative analysis of them and made possible the construction of theoretical and empirical categories. This study found that the implementation of intentions, the anticipatory coping and the perception of barriers has an important role in the diet. It is intended that the results might have implications for clinical practice and intervention.
Description: Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000581003
http://hdl.handle.net/10451/2161
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22327_ulfp034927_tm.pdf437.17 kBAdobe PDFView/Open
22327.xml8.78 kBXMLView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE