Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2191

Título: Promoção da alimentação saudável em crianças em idade escolar : estudo de uma intervenção
Autor: Sousa, Maria José Rodrigues de
Orientador: Barros, Maria Luísa, 1957-
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Alimentação
Promoção da saúde
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: O presente trabalho pretende contribuir para o estudo do comportamento e das preferências alimentares de um grupo de crianças. Numa investigação quasi-experimental são comparados os comportamentos alimentares de um grupo de crianças que foi alvo de uma intervenção de promoção da alimentação saudável durante três meses, com um grupo de crianças que não recebeu intervenção. A amostra deste estudo é constituída por 52 crianças e os respectivos pais/encarregados de educação, 37 correspondem ao grupo experimental e 15 ao grupo de controlo. As crianças tinham idades compreendidas entre os 8 e os 11 anos e frequentavam o 3º ano do 1º ciclo. Utilizou-se o Questionário do Comportamento Alimentar para avaliar o comportamento alimentar das crianças e o Questionário das Preferências Alimentares (versão pais e versão crianças), para avaliar as preferências alimentares das crianças do grupo experimental. Os resultados deste estudo revelaram que inicialmente os pais/encarregados de educação avaliaram que a maioria das crianças tinha hábitos alimentares médios e que as crianças do grupo interventivo tinham preferências alimentares saudáveis baixas. Relativamente à eficácia do programa, os resultados demonstraram que os pais/encarregados de educação das crianças do grupo experimental reportaram que o comportamento alimentar das crianças depois da intervenção melhorou significativamente, em comparação com as crianças do grupo de controlo. Além disso, os resultados mostraram que após a realização do programa as crianças do grupo experimental modificaram as preferências alimentares, passando estas a ser mais saudáveis, e que aumentaram os seus conhecimentos em relação à alimentação saudável. Estes dados permitem concluir que a implementação de um programa intensivo e de pouca duração dirigido às crianças em idade escolar, é uma forma eficaz de aumentar conhecimentos nutricionais e iniciar o processo de mudança em relação a hábitos alimentares mais saudáveis.
This paper aims to study the behaviour and food preferences of a group of children. In a quasi-experimental research the food habits of a group of children, who have undergone an intervention to promote healthy eating for three months, are compared to a group of children without intervention. Our sample consists of 52 children and their parents/tutors, 37 belong to the experimental group and 15 to the control group. The children were between 8 and 11 years old and attended the 3rd year of the 1st cycle. We used the Eating Behaviour Questionnaire to assess the eating habits of children and the Food Preferences Questionnaire (parents' version and children's version) to assess the food preferences of children of the experimental group. The results of this study show that, initially the parents/tutors evaluated that most of the children had average eating habits and that the children of the intervention group had low healthy food preferences. When assessing the program's effectiveness, the results showed that parents/tutors of children in the experimental group reported that the eating behaviour of children after the intervention has significantly improved compared to children in the control group. Furthermore, the results showed that after the completion of the program children in the experimental group changed their eating preferences to healthier ones, and developed their knowledge about healthy eating. The data shows that the implementation of an intensive and short-lived programme addressed to schoolchildren, is an effective way to increase nutritional knowledge and begin the process of change towards healthier eating habits.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000581448
http://hdl.handle.net/10451/2191
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22411_ulfp034951_tm.pdf7,37 MBAdobe PDFView/Open
22411.xml9,47 kBXMLView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE