Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2203

Título: O papel da linguagem e da leitura literária no desenvolvimento da escrita em crianças a frequentar o 4º ano de escolaridade : análise de recontos de textos literários
Autor: Pinto, Filipa Alexandra dos Santos, 1977-
Orientador: Magalhães, Justino, 1953-
Sousa, Otília da Costa e
Palavras-chave: Ensino da escrita
Literatura infantil
Ensino básico (1º ciclo)
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: Os primeiros contactos verbais da criança surgem cedo. Para se expressar, tentando imitar o adulto, a criança utiliza sons vocálicos que com o desenvolvimento vocabular se traduzem em palavras e frases. À entrada para a escola a criança aprenderá e desenvolverá novos conceitos, relativos à linguagem escrita. Estes primeiros contactos levá-la-ão a aprofundar os seus conhecimentos proporcionando-lhe novas aprendizagens. A leitura passará a estar incluída no seu quotidiano escolar. Com a entrada para o primeiro ciclo desenvolverá hábitos de leitura que conduzirão a novas aprendizagens. A leitura de obras literárias, como base de novas aprendizagens, fomenta a compreensão textual e suscita o interesse, na criança, de que ler não é só explorar o texto, é compreendê-lo, é pensar mais além. Todavia, estarão as crianças aptas em adquirir um tipo de linguagem mais formal? Conseguirão reescrever obras de autor utilizando uma linguagem mais próxima e adequada? A criação de hábitos de leitura é uma maneira de promover uma maior consciência textual e linguística. A criança que lê mais fluentemente produzirá textos mais complexos. O reconto oral tem sido uma demanda na minha docência. Neste sentido, senti necessidade de explorar a reescrita das crianças e verificar o tipo de linguagem que elas utilizam na reescrita de uma obra de autor. A procura de similitudes, linguísticas e textuais, com o texto de autor faz repensar que a linguagem é muito importante no desenvolvimento da escrita, da criança. É através das narrativas das crianças que verificamos a sua compreensão textual. Este estudo teve como ponto de partida verificar a linguagem que as crianças utilizam na reescrita de obras de autor. A partir da análise de um corpus de textos narrativos, reescritas, procurei aferir se a estrutura das narrativas foi respeitada, pelo encadeamento dos diferentes episódios da narrativa, e se foi utilizada uma linguagem próxima da obra de autor. A exploração da linguagem textual foi, também, um factor importante para a realização deste estudo. Nele foi possível comprovar que as reescritas, do grupo em estudo, do 4º ano de escolaridade, se encontram ricas em componentes textuais. Esta experiência revelou que a exploração de obras literárias, em contexto escolar, e o seu reconto escrito, promovem escritas estruturadas e ricas em vocábulos e expressões. Adquirem maior consciência dos tipos de discurso e estruturação frásica a utilizar na descrição dos diferentes episódios da narrativa.
The child's first verbal contacts appear early. As the child expresses herself, trying to imitate the adult, she uses vocal sounds that as the vocabulary develops, translate into words and phrases. As the child begins school learns and develops new concepts related to written language. This early contacts will take her to deepen their knowledge and provide them new skills. Reading will be included their everyday schooling. As the child enters primary school acquires reading habits that will lead the child to new learning skills. Reading literary work as base of new learning skills increases the text comprehension and the child's interest as she learns the skill of obtaining information from printed or written words. However, are these children able to acquire a more formal type of language? Are they able to rewrite this literary works using a language closer and appropriate to their age? Creating reading habits is a way to promote a better textual and linguistic awareness. The child that reads more fluently produces more complex texts. The oral recount has been a quest in my work as a schoolteacher. So I felt the need to explore the children's rewrite and study the type of language that they use when rewriting a literary work. The search for linguistic and textual similarities with the literary work makes us rethink the importance of language on developing the child's writing. Through narrative we verify her textual comprehension. This research started by checking the language that children use as they rewrite literary work. As the analysis of these rewrites I studied their ability to maintain the structure, to order the events as they happen and the use of language similar to the literary work. Another important factor for this research was the exploration of textual language. The rewritings of the studied group (fourth year of primary school) where rich in textual components. This experience revealed that the exploration of literary work in school context and its writing recount promotes structured writing and awareness of different speeches to use on the rewriting of the different episodes of the narrative.
Descrição: Tese de mestrado, Ciências da Educação (Educação e Leitura), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000582882
http://hdl.handle.net/10451/2203
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22597_ulfp035039_tm.pdf9,92 MBAdobe PDFView/Open
22597.xml11,12 kBXMLView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia