Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT) >
IGOT - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2215

Title: Os percursos da cidadania na geografia escolar portuguesa
Authors: Esteves, Maria Helena Mariano de Brito Fidalgo, 1967-
Advisor: Salgueiro, Teresa Barata, 1948-
Keywords: Cidadania
Formação de professores
Currículo
Ensino da geografia
Teses de doutoramento - 2010
Issue Date: 2010
Abstract: A Geografia escolar portuguesa abraçou nas últimas décadas o desafio da adaptação a um mundo em mudança, protagonizando pela Reforma do Sistema Educativo (Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto) e pela Reorganização Curricular do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro). No âmbito de um ensino que seja capaz de contribuir para a formação de cidadãos conscientes e participativos numa sociedade democrática, a Geografia escolar, durante os anos 90, vai aprofundar o estudo da Europa e preocupar-se com a problemática do desenvolvimento sustentável. Mais recentemente, e em articulação com o Currículo Nacional do Ensino Básico, vai afirmar-se como uma disciplina vocacionada para uma melhor compreensão do mundo nas suas dimensões cultural, social e ambiental, assumindo-se como tendo um papel fundamental na formação e informação de futuros cidadãos. Esta investigação teve como objectivo conhecer de que forma os professores de Geografia têm percepcionado estas mudanças curriculares. Os professores foram estudados, através do conhecimento dos seus discursos e das suas práticas. Procurou-se igualmente conhecer a sua opinião sobre a importância da Geografia como disciplina vocacionada para uma educação para a cidadania. A emergência das cidades como espaços importantes de experimentação da cidadania, justificou a análise da forma como este tema é abordado pelos professores. Os dados recolhidos permitiram chegar a algumas reflexões importantes sobre o que é o trabalho dos professores de Geografia, no que diz respeito à leccionação desta disciplina preocupada com a formação de cidadãos – de um modo geral a concepção de cidadania dos professores aproxima-se da preconizada pela OCDE, e estes têm uma ideia clara de quais os temas considerados mais adequados à implementação de actividades que contribuam para a educação geográfica e para a educação para a cidadania. No entanto, foram identificados algumas preocupações, principalmente relacionadas com a formação contínua de professores, que importa repensar, considerando que são os professores os principais concretizadores de qualquer reforma curricular.
In the last two decades Portuguese school geography has embraced the challenge of adapting to a changing world, evidenced by the Reform of the Educational System (Decree-Law No. 286/89 of 29 August) and the Basic Curriculum Reorganization (Decree-Law No. 6/2001 of 18 January). In the search for an education able to contribute to the formation of active citizens in a democratic society, school Geography, during the 90s, has deepened the study of Europe, as well as the problematic of sustainable development. More recently, and linked to the National Curriculum of Basic Education, Geography presents itself as a discipline dedicated to the development of a better understanding of the world in its cultural, social and environmental dimensions and also having a key role in the shaping of future citizens. This research aimed at understanding how Geography teachers have perceived these curricular changes. Teachers were studied, through their discourse and practices. It was also important to known their views on the importance of Geography as a discipline committed to citizenship education. The emergence of cities as important places of experiencing citizenship practices, underpinned the analysis of how this topic is addressed by Geography teachers. The data collected have shown some important evidence about how Geography teachers view this school subject concerned with the formation of citizens – the concept of citizenship evidenced by teachers is close to the one presented by the OECD, teachers also have a clear idea about which topics of the curriculum are considered appropriate to implement activities that contribute to both geographical and citizenship education. However, some concerns have been identified mainly related to the in-service training of teachers, which needs to be improved, as teachers are the leading implementers of any curricular reform.
Description: Tese de doutoramento, Geografia (Ensino da Geografia), Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, 2010.
URI: http://hdl.handle.net/10451/2215
Appears in Collections:IGOT - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd059263_td_Tese_Doutoramento_Maria_Helena_Esteves.pdf4.23 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE