Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/22289
Título: Entre dois impérios: viajantes britânicos em Goa (1800-1940)
Autor: Vicente, Filipa Lowndes
Palavras-chave: Colonialismo português
Colonialismo britânico
Goa (Índia)
Data: 2015
Editora: Tinta-da-China
Citação: Vicente, F. L. (2015). Entre dois impérios: viajantes britânicos em Goa (1800-1940). Lisboa: Tinta da China
Resumo: De um lado, a Índia britânica, no auge do seu projecto imperial; do outro, a Índia portuguesa, em declínio acentuado. Para os viajantes britânicos dos séculos xix e xx, ir à «Índia do lado» significava transpor fronteiras espaciais e, sobretudo, temporais. Nesta época, a Índia portuguesa — e Goa em particular — sugeria aos ingleses duas perspectivas: tanto servia de lição histórica sobre os erros a evitar para manter a dominação colonial, como era a ruína-relíquia que nas mãos dos britânicos poderia tornar-se um centro de prosperidade. Em qualquer destas visões, Goa surgia como um lugar diferente, híbrido, com fronteiras fluidas entre o português e o indiano, e com abundantes sinais visíveis dessa mistura — na arquitectura, na música, na roupa, nas práticas religiosas, na língua, na cultura intelectual, no corpo.Duas viajantes‑‑escritoras, o príncipe de Gales, a mulher de um cônsul, vários governadores, reverendos anglicanos, diplomatas, militares, funcionários administrativos e cientistas — foram vários os britânicos que fizeram da sua viagem a Goa uma comparação entre dois impérios.
URI: http://hdl.handle.net/10451/22289
ISBN: 978-989-671-294-5
Aparece nas colecções:ICS - Livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_FLVicente_Entre_Imperios_Introducao_LAN.pdf11,94 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.