Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2260

Título: Formas metafóricas e registos descritivos na escrita carnavalesca de Manuel Rui
Autor: Reis, Mário Joaquim Aires dos
Orientador: Carvalho, Alberto, 1937-
Palavras-chave: Rui, Manuel, 1941-
Literatura angolana - séc.20
Análise literária
Teses de doutoramento - 2010
Issue Date: 2009
Resumo: O objecto desta dissertação é a poética de Manuel Rui. Poética da sua obra de ficção, em prosa, os movimentos que a arquitectam e os gestos que a desenham. O trabalho começa por explorar as formulações de poética projectiva em juízos e interpretações do próprio Autor, quando era colaborador da revista Vértice responsável por recensões críticas de alguma literatura que se fazia no antigo ultramar português. Em consonância com as formulações dessa poética explícita, na abordagem do corpus, verificou-se que o jogo de escrita que o Autor pôs em cena é o jogo do carnavalesco, o jogo da transgressividade autorizada, e que esse procedimento já se estalara em inscrições paratextuais reveladoras de textos abertos a múltiplas entradas de leitura, domínio do carnavalesco. Na complexa problemática da construção da comunidade enunciativa, trabalhou-se a ocorrência de modos discursivos vários, destacando-se o Discurso Indirecto Livre, enunciação em que a escrita se apetrecha do carnavalesco e da metáfora. De seguida, analisou-se, na escrita que assim se figura, a relação complexa que se estabelece entre a metáfora e a comparação, chegando-se à hipótese analítica de que a comparação, na escrita de MR, convida à descoberta de relações inesperadas entre coisas desavindas, descortinando nelas analogias, articulando o verosímil ao inverosímil, o sério ao carnavalesco, o monológico ao heterológico. Nos últimos capítulos do trabalho, estudou-se o modo como as formas metafóricas constrõem a denegação do sério, do monológico e do instituído e procurou-se associar essas formas com o pano de fundo de toda a oficina de escrita de MR, que é a construção de uma Utopia crítica, esse instrumento de combate aos efeitos negativos da ideologia e ao modo como se estrutura a autoridade e a dominação monológicas.
The subject of this thesis focuses on the poetics of Manuel Rui's literary work. The dissertation centres on the nature of the poetics in his fiction as well as on the movements and gestures that are performed artistically. This study beggins by exploring the Manuel Rui's projective poetics when he wrote literary criticism for the Vertice Magazine, where he reviewed the work of authors of the Portuguese colonial territories. In harmony with the formulations of that explicit poetics, in his approach to the literary corpus, it was observed that the artistic style employed by the writer was the characterised by the use of the carnivalesque technique that permits an authorized infringement and whose procedure had been already incorporated in paratextual inscriptions of the texts open to multiple ways of reading. Thus acts the domain of the carnivalesque. In the complexity of enunciating the ideas proposed in this thesis, we examined the appearance of various discursive modes, highlighting the Indirect Free Speech, a discoursive mode in which the writing resorts to the metaphor and carnavalesque style. In addition, we examined the complex relation that is established between metaphor and simile. We have formulated the analytical hypothesis that the comparison in the literary works of Manuel Rui Monteiro leeds to the dicovery of unexpected relations between unrelated elements, unveiling in them analogies, articulating the plausible with the implausible, the serious subject with the carnavalesque, the monologic with heterologic. In this dissertation we also also studied the way in which the metaphorical forms construct the denial of a serious subject, of the monologic and of the established facts, as a way of associating these forms with the background of the writing techniques of Manuel Rui, which are themselves the construction of a critical Utopia, a means of fighting the negative effects of ideologiy and the way in which the authority and monologic domination are constructed.
Descrição: Tese de doutoramento, Estudos Literários (Literaturas Africanas de Língua Portuguesa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2260
Appears in Collections:FL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd058252_td_tese_Mario_Reis.pdf2,07 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
ulsd058252_td_capa_resumos_Mario_Reis.pdf40,98 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE